Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem de 42 anos é morto no Guamá, próximo ao Pronto-Socorro municipal

Polícia levanta informações sobre como crime ocorreu

O Liberal

Um homem identificado como Jorge Lobo da Silva, 42 anos de idade, foi morto na Vila da Cuca, na travessa Rui Barbosa, esquina com a Popular, no bairro do Guamá no final da tarde deste domingo (12). Ele foi executado na própria casa. Dois homens são suspeitos de serem os autores do homicídio. A vítima levou três tiros no peito, e no local do crime, e duas peças metálicas relacionadas ao homicídio foram encontradas junto ao corpo. 

Jorge encontrava-se em casa e foi surpreendido pelos criminosos. Ele ainda tentou correr dos homens, mas foi alvejado e faleceu.
Crime 
Segundo informações no perímetro em que morava a vítima. Dois homens chegaram em uma moto. Um deles desceu e perguntou a pessoas no local: "Onde mora o homem que conserta celular?". Ao obter a informação, essa pessoa se dirigiu até a casa de Jorge Lobo. Ao chegar à residência, atirou no homem. O autor do homicídio estava com o rosto à mostra.
Policiais militares compareceram ao local do crime, para onde também se dirigiram peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. A Polícia Civil investiga o caso, levantando infomações sobre o assassinato de João Lobo. Nas redes sociais, circulou a informação de que ele tinha como apelido "Lobão".
Investigações
A Polícia levantou que crime ocorreu na travessa Rui Barbosa, Vila da Prefeita, casa 02, entre Passagem Santa Fé e Popular, no Guamá.
Os dois suspeitos chegaram ao local, em moto. O carona estava armado e foi em busca da vítima. Chegou até a casa de Jorge Lobo, entrou na residência e fez disparos contra o homem. Jorge morreu na cozinha da casa.
Policiais tomaram conhecimento de que o autor dos disparos portava um revólver pequeno, e essa pessoa é um homem é moreno, baixo, aparentando ter pouca idade. Ele vestia camisa de manga curta vermelha e usava short. Os suspeitos conseguiram fugir por meio da passagem Popular. 
Em 2015, a vítima foi presa pelo crime de tráfico de drogas. Segundo informações do CPC Renato Chaves, a vítima teve três lesões de entrada na região do tórax, mas não foi possível definir o tipo de munição.

 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM