Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Haitianos, entre 17 crianças e dois com covid-19, são acolhidos pela Sejudh e Funpapa

Zelo pela dignidade dos migrantes mobiliza técnicos de órgãos e ONU

O Liberal

Desde a chegada a Belém na sexta-feira (17), um grupo de haitianos encontrados em um porto no bairro da Cidade Velha vem sendo acompanhado por técnicos do Governo do Estado e da Prefeitura de Belém. Esse trabalho é feito pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e Fundação Papa João Paulo XXIII (Funpapa). Os cidadãos do Haiti somavam 80 pessoas, incluindo 17 crianças, em situação de vulnerabilidade, supostamente vítimas de situação de tráfico de pessoas. A Polícia Federal atuou na verificação da situação migratória deles, e alguns integrantes já seguiram para outros estados. Dois haitianos foram diagnosticados com covid-19 e estão em isolamento em abrigo da Igreja Assembleia de Deus, no bairro Tapanã.

Nesse caso, a Sejudh acompanha a identificação, atua no levantamento de origem e destino de cada migrante, e é checada a situação de saúde de cada membro do grupo. “Articulamos com a Sespa o controle sanitário, por meio da realização de exames para detecção de covid-19. Com a Fundação Papa João XXIII (Funpapa), da Prefeitura de Belém, solicitamos proteção socioassistencial aos migrantes”, destaca Lorena Romão, coordenadora de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Trabalho Escravo e Promoção da Migração Segura da Sejudh.

ONU

Depois de dois dias do resgate, a Sejudh continua realizando um trabalho conjunto com a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e Agência da ONU para Refugiados (Acnur), ambas ligadas à Organização das Nações Unidas. A Secretaria também continua fazendo o acompanhamento das ações de proteção humanitária e a regularização documental das pessoas em deslocamento.

Esse monitoramento dos migrantes continuará nesta semana, como frisa Janaína Renée, diretora de Cidadania e Direitos Humanos da Sejudh. “Continuamos a realizar um trabalho minucioso, a fim de garantir que a dignidade humana seja mantida. Atuamos em uma gestão estadual que respeita a pluralidade e o ser humano”, afirma.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM