Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Foragido que matou a companheira no Dia dos Pais é preso em Belém

Anderson Gabriel Moreira Franco estava foragido há 2 anos. Após o crime, assassino ligou para mãe da vítima, pedindo que ela fosse buscar o corpo.

Enize Vidigal

Acusado da matar a companheira no Dia dos Pais, Anderson Gabriel Moreira Franco foi preso, na manhã deste domingo (11), por policiais civis da Seccional Urbana da Sacramenta, durante a "Operação Timbó". Ele estava foragido há mais de dois anos. Ele é apontado como o assassino de Amanda Santos Silva, de 28 anos. O crime aconteceu no dia 9 de agosto de 2020, no conjunto Tenoné, distrito de Icoaraci, em Belém

VEJA MAIS

Homem que estrangulou mulher em Icoaraci está foragido desde setembro
Anderson Gabriel Moreira, de 23 anos, matou a namorada e ligou para mãe da vítima pedindo que ela fosse 'buscar o corpo'

Homem mata companheira estrangulada no Dia dos Pais
Amanda Santos Silva foi mais uma vítima de um relacionamento abusivo que terminou de forma trágica

Na época, chamou a atenção o fato de Gabriel ter telefonado para a mãe da vítima avisando do homicídio e a mandando ir buscar o corpo. Ele também confessou o crime ao prestar depoimento na delegacia, mas foi liberado. Gabriel tem histórico de agressão a outra mulher. A família de Amanda também relatou, na época, que ela apresentava hematomas no corpo, resultantes de possíveis agressões de Gabriel.

Na época do crime, Gabriel telefonou para a mãe da vítima avisando do homicídio e mandado ir apanhar o corpo. (Divulgação)

Logo após a morte da jovem, a casa em que a família dele vivia foi trancada e todos se evadiram do local. Segundo a família da vítima, Gabriel estava foragido desde 2020. Ele continuou residindo em Belém, na travessa Timbó, no bairro do Pedreira. O acusado foi preso e está à disposição da justiça.

Crime passional

Para a família de Amanda, a prisão de Gabriel representa um alento appós longa espera por justiça. A irmã da vítima, Regiane Pantoja, recorda que Amanda e Gabriel ficaram juntos por cerca de oito meses e que ela queria se separar, mas ele não aceitava o fim do relacionamento. "Ela estava se separando dele, ela queria ir embora e ele matou ela. Ele falou que ela só saía de lá morta, enforcou com uma corda", descreve.

"Foi muito triste, mais pelo fato da minha mãe, era filha caçula (Amanda), muito apegada nela, as duas eram muito unidas, foi muito sofrimento". Amanda deixou três filhas do relacionamento anterior, que estão sob a guarda do pai.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM