Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Familiares e alunos vibram com a confirmação do paraense Rolon Ho no Dança dos Famosos

O coreógrafo promete brega, forró, samba, zouk, bolero, lambada, merengue e até a bachata, ritmo musical da República Dominicana

Valéria Nascimento

Com 20 anos de experiência com dança de salão, o professor paraense Rolon Ho, de 38 anos, nascido e criado em Belém, e formado em Educação Física, é um dos coreógrafos do quadro "Dança dos Famosos 2022", do 'Domingão com Huck'. Cogita-se que ele será o coreógrafo da cantora e funkeira Jojo Todynho. 

Na noite deste domingo, familiares, alunos e amigos lotaram a academia de dança que ele mantém no travessa Quintino Bocaiúva, em Belém, para assistir a confirmação de Rolon, anunciada por Luciano Huck, no programa global. A noite foi de festa na academia. 

VEJA MAIS

Saiba quem é o paraense escolhido para participar do 'Dança dos Famosos', do 'Domingão com Huck'
Atuação do professor Rolon Ho é saudada por telespectadores do programa exibido pela TV Liberal

A grande maioria dos convidados foi pega de surpresa com a notícia e ninguém segurou a alegria quando ouviu o anúncio do nome Rolon Ho, na lista do programa. Rolon trabalha com dança de salão e ritmos como brega, forró, samba, zouk, bolero, lambada, merengue e a bachata, que pronuncia-se "Batcháta", um ritmo musical e uma dança também originária da República Dominicana na década de 1960.

A mãe do professor, a aposentada Marilu Furtado, admitiu que quando ele começou a se interessar pela dança, aos 13 anos, ela não curtiu, por achar que a profissão não era valorizada e não daria bom retorno financeiro ao filho. Mas, com o tempo, ela percebeu a dedicação do filho e passou a torcer por ele.

Na noite deste domingo, Marilu, que mora há 20 anos na ilha de Martinica, no Caribe, como os amigos, aguardava com expectativa a notícia da participação dele no programa. Ela soube com antecedência, há alguns dias, ao contrário da maioria dos presentes, mas ainda assim queria ver a notícia pela televisão.

Ela fez fotos da imagem do filho no telão instalado no salão da academia e era só sorriso. "Tenho orgulho dele, um lutador. Ele já teve muitas provas, teve covid, ele merece trazer esse prêmio para o Pará", afirmou Marilu.

A namorada, Taís Souza, observou que Rolon tem uma vasta experiência em grandes apresentações, incluindo dançar em locais públicos e competições. 

"Esse passo parece que era só o que faltava na carreira dele, que sempre foi uma pessoa inquieta e ele tem esse diferencial. O paraense onde pisa ele é diferente pela energia, pelo carisma, gingado, sorriso. A gente carrega o açaí nas veias, carrega a força do nortista, então, com certeza, o Pará vai estar em foco lá e a gente pretende levar muito brega também para a rede nacional', disse Taís, que também é dançarina e há dois anos namora com o coreógrafo.

Uma das alunas mais antigas do paraense, Cilene Cortinhas, festejou bastante a participação do professor e amigos no programa da Rede Globo. Ela recordou como a amizade entre os dois começou.

"Há 12 anos eu conheci a 'Cia Cabanos' (a academia de Rolon), era uma escola bem pequena e, na época, era sempre o homem que conduzia a dama. Agora está tudo diferente, a mulher também conduz o homem, mulher dança com mulher, homem com homem, o cavaleiro tem que saber o passo mas, a dama também. Então é uma junção de tudo. Ele é um professor exigente, nós vamos torcer por ele, uma pessoa dedicada ao que faz", contou a aluna.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM