Estudante cria grupo 'Cadê o Médici 547?' e mensagens viralizam na web

Os participantes compartilham a localização do coletivo em Belém

Redação Integrada

Devido à espera nas paradas de ônibus, a estudante de enfermagem, Letícia Megumi Tsuchiya Masuda, resolveu criar um grupo em um aplicativo de conversa móvel para ajudar e informar as pessoas sobre o paradeiro dos veículos da linha de ônibus 'Médici'. Ela divulgou o link na internet e não demorou muito para que centenas de pessoas participassem do serviço. Hoje o grupo conta com 257 pessoas de vários bairros da Região Metropolitana de Belém.

"Bom, eu criei o grupo pois já tinha visto a ideia em outros estados do Brasil e achei interessante, já que os ônibus em Belém, principalmente os da Marambaia, são bastante precários. Criei com o intuito de evitar que as pessoas fiquem "plantadas" na parada de ônibus, como é de costume acontecer. Já esperei o 'Médici - Presidente Vargas' na parada de ônibus por mais de 2 horas. Isso em dia de semana. Não imaginava que iria fazer tanto sucesso. Eu divulguei o link do grupo na internet e as pessoas começaram a entrar. Elas adoraram a ideia e até criaram grupos para outras linhas de ônibus também", disse Letícia.

O grupo possui 257 pessoas adcionadas (Reprodução)

O grupo conta com a participação de todos. Cada um compartilha a hora e lugar que o ônibus está passando no momento. "A ideia foi maravilhosa, porque na linha do médici existem poucos ônibus. Sou cobrador e trabalho na linda sacramenta Nazaré, que roda no bairro da Marambaia, e percebo essa necessidade. Está dando certo com toda certeza, todos os participantes gostam", disse Rafael Bastos.

O estudante Tadeu Mello pontua que toda a informação é bem vinda para que o usuário, pelo menos tenha a opção de pegar outra condução. "É uma medida a ser tomada, tendo em vista a situação da raridade do ônibus e o descaso da empresa com a frota. O grupo melhorou em relação ao sentido de pelo menos termos a opção de esperar pouco ou optar por outro ônibus. Mas pra melhorar de verdade a vida dos usuários ainda falta muito por parte das empresas, como a Belém Rio.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!