Cuidados com a saúde mental é a pauta da programação “Janeiro Branco”

Depressão e ansiedade talvez sejam as doenças mentais mais conhecidas. Mas há outras que preocupam os profissionais de saúde e merecem, cada vez mais, atenção, como transtornos alimentares, estresse pós-traumático e transtorno obsessivo compulsivo.

Redação Integrada com informações da Comus

Para chamar a atenção da sociedade sobre a importância dos cuidados com a saúde mental, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) deu iniciou, nesta quarta-feira, 15, à programação alusiva à campanha nacional “Janeiro Branco”, que faz esse alerta social.

A cerimônia de abertura foi na sede do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas da Sesma (Caps AD), localizado no bairro de Nazaré. Cerca de 20 usuários participaram dessa primeira atividade, que incluiu encontro terapêutico em grupo, palestra e momento de compartilhamento de experiências, como a de Antônio do Socorro Leite da Silva, que iniciou o seu tratamento com a equipe do Consultório na Rua e, atualmente, faz o acompanhamento no Caps AD. A melhora é evidente.

Tratamento

Para a psicóloga da Referência Técnica de Saúde Mental, Yasmin Brito, histórias de pacientes como a do Antônio são reflexo de uma rede que hoje oferece tratamento em 27 Unidades Municipais de Saúde para transtornos de leve a moderado.

Os casos mais graves e persistentes são atendidos por quatro Caps municipais e cinco estaduais. “Todos que procuram o serviço são acolhidos de acordo com a avaliação da equipe multiprofissional e iniciam seu projeto terapêutico. Procuramos oferecer saúde mental para as pessoas que estão em sofrimento psíquico, portanto, todos os tipos de transtornos podem ser tratados. Não existe restrição”, destaca Yasmin.

A técnica acrescenta que qualquer pessoa que precise ser escutado, que perceba que o sofrimento psíquico está afetando a sua vida, o impede de trabalhar e até de cuidar da própria higiene, deve buscar ajuda profissional. “Temos cuidado para não confundir o sofrimento que faz parte da vida, como solidão, tristeza e sentimento de vazio”, ressaltou Yasmin.

Janeiro Branco

No Caps AD, a abertura da programação do “Janeiro Branco” coincidiu com o início das atividades coletivas de 2020 no Centro. “Nossas atividade serão com esta temática e englobarão momentos de relaxamento meditação, psicologia, observando a particularidade de cada usuário. Cada grupo envolve de 15 a 20 participantes”, informou Angélica Elmescany, gerente do Caps AD, que atualmente atende a cerca de oito novos usuários por dia.

A programação do “Janeiro Branco” segue com atividades durante todo este mês. “É uma campanha que já existe há alguns anos, com intuito de fazer a sociedade entender a importância de discutirmos a saúde mental, por meio do cuidado diário das nossas relações, da nossa saúde como um todo. Preparamos uma série de atividades nos quatro CAPS do município. Cada um terá o seu Dia D, e terá uma grande programação no dia 26 de janeiro, na praça da República, com atividades como roda de conversa, meditação, tai chi chuan e muito mais. O evento é aberto ao público”, explicou Yasmin.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM