Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Consórcio é necessário para resolver desafio do lixo em Belém, diz Zenaldo

Destino do lixo desafia gestão municipal: PMB quer criar pontos de entrega de entulho

Valéria Nascimento

Em entrevista à rádio Liberal FM, nesta manhã de sexta-feira (11), o prefeito municipal de Belém, Zenaldo Coutinho, reforçou que o estabelecimento de um consórcio entre municípios da Grande Belém e o Estado é uma saída para resolver a questão do lixo na Grande Belém. Zenaldo reafirmou ainda que a gestão dos resíduos sólidos é um dos principais desafios de sua gestão para 2019 - e em especial o combate ao lixo descartado irregularmente em Belém.

LEIA MAIS:
BRT de Belém deve ser concluído até o final de junho, afirma Zenaldo
MP: Ananindeua não tem mais espaço para "um alfinete" na gestão do lixo
- Belém ainda soma 500 pontos de descarte irregular de lixo


Além de citar o consórcio entre os municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB) e o Governo do Pará como solução, o prefeito também defendeu a criação de unidades de entrega voluntária de pequenos volumes de resíduos, a melhoria na coleta e, por fim, o estabelecimento de parcerias com a população para o devido descarte.

NÓ DO LIXO

A destinação do lixo urbano da capital paraense, disse o prefeito, é um dos nós que precisam ser desatados para melhorar a limpeza pública e evitar a paralisação do aterro sanitário de Marituba.

''Esse é um problema que envolve toda a Região Metropolitana de Belém (RMB), a Prefeitura Municipal e o Ministério Público", disse Zenaldo.

"A Prefeitura de Belém está propondo o consórcio às demais prefeituras da RMB e ao Governo do Estado, para resolver isso. Paralelo ao problema do destino do lixo, nós temos outro que é o lançamento irregular de entulho na cidade e também as deficiências que aqui e acolá ocorrem na própria coleta'', admitiu Zenaldo.

ENTREGA DE ENTULHO

Segundo Coutinho, a Prefeitura de Belém cobra e tem até multado as empresas para que atuem de forma satisfatória. Para o prefeito, a participação da comunidade de Belém na questão da limpeza urbana é crucial. Segundo o prefeito, em 2018 a PMB conseguiu eliminar 71 de pontos de entulho com a ajuda de comunidades.

"Vamos criar pontos de entregas voluntárias de entulho, as chamadas unidades de entrega de pequenos volumes. A gente espera que, através dessa alternativa, a gente consiga diminuir o descarte irregular, mas a comunidade tem de acompanhar o cronograma da coleta domiciliar. Embora a gente não receba taxa alguma para recolher o entulho, a gente tem uma programação intensa para recolhê-lo. Então, queremos intensificar o diálogo com a comunidade, a fiscalização, o monitoramento e a punição também, mas, sobretudo a parceria. Essa será a nossa grande obsessão en 2019'', afirmou.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM