Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Belém tem praças tranquilas no primeiro domingo de 2022

Alguns locais demoraram a iniciar as atividades costumeiras de domingo, como a praça da República. Mas logo o movimento esquentou.

Valéria Nascimento / O Liberal

Casais com crianças pequenas; jovens e adultos com cachorros e ambulantes com vendas de artigos importados, lanches, água, refrigerante,  pipoca, estalinho e bolhas de sabão. Elementos que compõem a cena na praça Batista Campos, num movimento considerado calmo e num clima ameno, mas esquentando à medida que o tempo passa. Foi esse cenário de tranquilidade o encontrado por quem preferiu (ou só podia) ficar pela capital mesmo no primeiro domingo de 2022.

No entorno da praça, pessoas caminham e outras correm. No centro, vendedores à espera de clientes. De Belém, mas morando em Macapá, por causa de trabalho, Taís Pinheiro e a filha Júlia, de 4 anos, aproveitam a manhã deste domingo (2), para passear na Praça Batista Campos.

"Sempre venho aqui. Gosto da arborização",  disse Taís, que também frequenta a praça do Horto Municipal com a filha, por achar o lugar agradável e bem acessível, pois que a família mora na rua Roberto Camelier, perto do horto. "É ventilado tem um ar fresco e isso é importante. Optamos por não viajar. Temos um apartamento em Salinas, mas preferimos ficar em Belém, tanto por causa do medo da covid-19, quanto pela gripe. Tem gente adoecendo e preferimos ficar aqui na cidade", contou Taís Pinheiro, ao lado de Júlia, que escolhia um bom espaço para andar com o patinete ganhou de Natal.

Taís Pinheiro levou a filha para um passeio de estreia do patinete que a menina ganhou no Natal (Cláudio Pinheiro / O Liberal)

Vendendo água mineral, refrigerantes, pipocas e salgadinhos de saquinho, Gustavo dos Santos pretende ficar até de noite na Praça Batista Campos, para ver se melhora o faturamento da renda. "Até agora quase 10h, vendi 20 reais, em água e refrigerante, fraco. Mas, a gente espera o melhor, né, então vou ficar até de noite', disse ele.

Na Praça da República, os artesãos e vendedores, em geral, demoraram a aparecer neste domingo e montar suas bancas de vendas, mas após as 10h, as vendas começaram normalmente entre as barraquinhas da já tradicional feirinha, e o movimento de frequentadores era visivelmente intenso na praça.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM