Barros Barreto promove neste sábado (7) ação gratuita de combate ao câncer de pele

De 9h às 15h deste sábado, o hospital oferece atendimento dermatológico de graça em Belém

Cleide Magalhães

O último mês do ano marca a campanha Dezembro Laranja. A iniciativa é da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e ocorre até o final do verão no Brasil. A ação visa a prevenção do câncer de pele. A SBD alerta que um em cada quatro casos de câncer no Brasil é de pele. No Pará, apesar da chegada das chuvas, é importante manter os cuidados, pois a radiação do UVA incide o ano inteiro, ao longo de todo o dia e tem potencial para causar problemas à pele.

Em Belém, o Serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Pará (UFPA) abraçou a campanha nacional da SBD e realiza ação de prevenção do câncer de pele neste sábado (7). Das 9h às 15h, pessoas a partir dos 18 anos com lesões e outros sinais suspeitos na pele podem se dirigir ao Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB) para receber atendimento dermatológico.

“O principal objetivo da campanha é alertar sobre os sinais sugestivos do câncer para que haja diagnóstico e tratamento precoces e maior chance de cura desses pacientes”, afirma a dermatologista Déborah Unger, coordenadora da ação.

Podem participar da ação todos os pacientes que apresentem sinais suspeitos na pele, “que podem ser uma ferida que não cicatriza, uma pinta com uma coloração diferente, uma lesão que sangra, ou até um sinal que vem crescendo ao longo do tempo”, esclarece a médica. O autoexame, segundo ela, é importante para detectar precocemente essas lesões, pois aumenta as chances de cura e evita danos maiores.

Para participar, os interessados devem comparecer ao Hospital Barros Barreto munidos de carteira de identidade e se dirigir ao Serviço de Dermatologia. Serão realizadas consultas, pequenas cirurgias e biópsias. Os pacientes que necessitarem atendimento posterior serão encaminhados para atendimento no ambulatório de dermatologia em data agendada.

Prevenção

De acordo com uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) apenas 23% dos brasileiros usam o protetor da maneira recomendada pelos médicos. Calcula-se que seis milhões não usam nada na exposição ao sol, por isso a médica alerta sobre a importância da prevenção. “Existem vários tipos de câncer de pele, e em todos eles, a exposição excessiva ao sol sem proteção é o principal fator de risco, por isso a prevenção mais importante é o protetor solar”, explica a dermatologista.

Campanha

O Serviço de Dermatologia da UFPA, que mudou da Fundação Santa Casa e hoje funciona no prédio do Barros Barreto, hospital vinculado ao Complexo Hospitalar Universitário e à Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) participa das campanhas da SBD há cerca de 15 anos.

O objetivo do Dezembro Laranja é conscientizar a população para a importância de prevenir o câncer de pele. Este ano o foco está em observar os sinais realizando o autoexame.

Além do Barros Barreto, a campanha também acontece no prédio da Universidade do Estado do Pará (UEPA) da travessa Perebebuí, 2624, no bairro do Marco. Além das duas instituições paraenses, outras

Serviço

Campanha de Prevenção ao Câncer de Pele. Neste sábado (7), das  9h às 15h, no Hospital Universitário João de Barros Barreto, que fica na rua dos Mundurucus, 4. 487, no bairro do Guamá, em Belém.  Podem participar adultos a partir dos 18 anos, munidos de carteira de identidade, que apresentem sinais suspeitos na pele.

Casos da doença

Atualmente, cerca de 180 mil casos novos de câncer de pele são diagnosticados por ano no Brasil. O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) prevê inda para o estado do Pará 9.260 novos casos de câncer em 2019, dos quais 1.520 são de pele. O aumento previsto acompanha a média nacional e mundial. Para o Brasil são estimados cerca de 600 mil novos casos de câncer em 2019.

Casos em tratamento no Ofir

No Hospital Ofir Loyola, que pertence ao Governo do Estado e serve de referência no tratamento de câncer invasor no Pará, até o mês de outubro deste ano, eram existem 3.045 pacientes em tratamento de câncer. Deles 125 casos são novos e 153 pacientes internados.  

Dos 3.045 pacientes, 202 (6,6%) são câncer de pele. São 87 casos (43%) ocorridos na pele de outras partes e de partes não especificadas da face, 28 (14%) na pele do tronco, 26 (13%) na pele do membro inferior (incluindo quadril) e 19 (9%) na pele do membro superior (incluindo ombro).

Na sequência vem 10 (5%) ocorridos na pele do couro cabeludo e do pescoço, 9 (4%) na pele da orelha e do conduto auditivo externo, 8 (4%) na pele da pálpebra (incluindo o canto), 6 (3%) na pele com lesão invasiva, 5 (2%) na pele do lábio e 4 casos (2%) com neoplasia maligna da pele não especificada. Os dados são referentes a outubro deste ano.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM