Banco de Leite Humano de Belém chama doadoras devido a baixa no estoque

O Banco enfrenta baixas no estoque devido ao período de festas de final de ano e retoma a campanha para que doadoras aptas voltem a doar

Maycon Marte | Especial para O Liberal

O trabalho de coleta, processamento e distribuição do leite já é desempenhado no Banco de Leite Humano, da Santa de Casa do Pará, em Belém, desde 1987. Segundo a coordenadora do órgão, Cynara Souza, a instituição possui uma média de doação acima de 200 litros por mês. No entanto, enfrenta baixas no estoque devido ao período de festas de final de ano e retoma a campanha para que doadoras aptas voltem a doar.

A coordenadora da instituição afirma que os períodos de baixa não são uma novidade, mas reforça que o trabalho desempenhado é um esforço para salvar a vida dos que precisam do leite. “Estamos atualmente com o estoque baixo, porque é sazonal durante o ano e aí estamos trabalhando para que os nossos bebês possam receber esse líquido”. Ainda reforça que a campanha não possui um período limitado, mas que o gesto da doação precisa acontecer durante o ano todo e lembra da importância de reutilizar para salvar vidas.

“É um apelo social e aqui na nossa salinha, no nosso cantinho, nós não conseguimos atingir a mãe que veio parir em outras maternidades para que elas saibam desse serviço e muita das vezes elas descartam. Esse Leite é jogado fora, então o que ela destine a um local que possa realizar um controle de qualidade e que ele possa ser utilizado de forma sustentável e segura para outro bebê”, completa.

Entre os muitos exemplos de mães que podem ser beneficiadas pela doação do leite humano, a mãe de gêmeas que possui baixa produção de leite, Wendy Caroline, descreve o sentimento de poder contar com o estoque da Santa Casa. “Foi maravilhoso, porque eu mesma, mãe de gêmeas, estava bastante apreensiva, então chegar aqui e ver que tinha essa opção me deixa bastante contente, meio que tira um pouco daquela preocupação, daquela ansiedade”.

Como Doar

Estão aptas ao procedimento, mães em período de amamentação que possuem excedente de leite e estejam em bom estado de saúde. O primeiro contato é através dos canais de comunicação da instituição via telefone ou site, após o cadastramento da doadora a retirada do material será agendada. A instituição conta com uma rede de apoio que facilita o processo de doação, indo até as residências realizar a coleta.

Em parceria ao Banco, o projeto social “Bombeiros da vida” realiza a coleta do leite e oferece instruções de armazenagem, assim como a entrega dos kits de coleta. A sargento Nilma Araújo, que integra os Bombeiros da Vida explica que “uma equipe vai até a casa dessa mãe, dá orientações de como coletar e armazenar esse leite e a partir daí o projeto passa uma vez por semana na casa”. Este trabalho é desempenhado em Belém e nas regiões metropolitanas, incluindo também o município de Barcarena.

A coleta domiciliar acontece semanalmente, de segunda a sexta em horário comercial, entretanto, a doação diretamente na Santa Casa funciona sem interrupções. Existe a modalidade de doação direta para as mães que estão acompanhando seus bebês presencialmente. “Elas têm uma salinha que é apta a que elas retirem este leite ou se for uma doação para o próprio filho dela, ela tem a comodidade de realizar na própria beira do leito, então ela retira ali sobre os cuidados de higiene”, reforça a responsável pelo Banco, Cynara Souza, sobre o cuidado e a comodidade destas mães.

Cuidados

A mãe em período de amamentação que deseje realizar a doação não pode estar tomando qualquer medicação que afete sua produção de leite. O armazenamento do componente deve ser feito em recipientes com tampa rosqueável e guardados na geladeira. A troca de leite entre bebês, conhecida como amamentação cruzada, quando ocorre sem a testagem e os processos necessários de tratamento é perigosa e pode prejudicar a saúde dos bebês. A coordenadora, Cynara alerta para o risco da troca direta do leite entre crianças.

“Em natura, ele pode ser um veículo para doenças, mas ele indo para um banco de leite e realizando o tratamento térmico, a pasteurização e sendo analisada a conformidade deste leite, é um alimento seguro para um bebê internado”, reforça.

Serviço:

Como se cadastrar

Banco de Leite Humano da Santa Casa do Pará (BLH): 3251-7311 e  3251-7318

Projeto Bombeiros da Vida: 3251-7212 e  3251- 7445 (de Segunda a Sexta em horário comercial)

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM