CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Avenida Liberdade começa a ser construída na Região Metropolitana de Belém

Ordem de serviço para início das obras foi assinada neste sábado (15/06) pelo governador Helder Barbalho

O Liberal

Neste sábado (15/06), foi assinada a Ordem de Serviço (OS) para a construção da Avenida Liberdade: uma nova via expressa que deve melhorar a mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém (RMB). A obra é coordenada pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Seinfra), e deve desafogar o tráfego ao longo de 13,3 quilômetros entre as proximidades da Universidade Federal do Pará (UFPA), na capital, e a Alça Viária, em Marituba.

image Veja onde será a Avenida Liberdade, nova via que deve melhorar o trânsito na Grande Belém
O governador Helder Barbalho anunciou que as obras da nova via expressa começam na próxima sexta-feira (7/6)

"A construção da Avenida Liberdade é um marco na nossa gestão, pois vai melhorar a mobilidade e a qualidade de vida de todos os habitantes da Região Metropolitana de Belém. Estamos comprometidos com o desenvolvimento sustentável e a modernização da nossa infraestrutura", destacou o governador Helder Barbalho, durante a cerimônia de assinatura da OS.

A nova avenida terá duas faixas em cada sentido, além dos acostamentos, e contará com faixas exclusivas para ciclistas, pavimento ecológico na ciclovia e iluminação fornecida por energia solar. Também estão previstos: vídeo-monitoramento de tráfego, barreiras laterais (para impedir o acesso de pedestres) e três viadutos, localizados nas áreas da Universidade Federal do Pará (UFRA), Centrais de Abastecimento do Estado do Pará (Ceasa), e Cosanpa, além de uma ponte sobre o Igarapé Aurá.

A proposta da Avenida Liberdade é reduzir o tempo de deslocamento na RMB e, consequentemente, os congestionamentos nas principais vias de acesso a Belém, como a BR-316 e a Avenida Almirante Barroso. Atualmente, mais de 23 mil veículos circulam diariamente no trecho.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Adler Silveira, acrescentou: "Com 30 unidades de passagem de fauna e barreiras acústicas, a nova via expressa foi projetada para minimizar o impacto ambiental".

image Governador Helder Barbalho esteve presente na ocasião (Foto: Antenor Filho | Especial para O Liberal)

Para o estudante Paulo Henrique Silva, natural de Bragança e morador de Belém há oito anos, a expectativa é otimista. “Acredito que uma nova via para entrar e sair de Belém vai ajudar e muito a nossa locomoção, trazendo inúmeros benefícios para a cidade e seus moradores. Essa nova via tem o potencial de desafogar o trânsito na BR, que frequentemente enfrenta congestionamentos, especialmente nos horários de pico. Com o fluxo de veículos mais distribuído, os engarrafamentos devem diminuir, resultando em um trânsito mais fluido e menos estressante para todos”, afirmou.

Natural de Marapanim, a vendedora Ester Vilar reside em Belém há nove anos e acredita que a mobilidade urbana vai melhorar com a nova Avenida Liberdade. “Acho uma ótima estratégia. Se essa saída e entrada tiver, de fato, sinalização boa, será uma opção maravilhosa, principalmente para quem vai muito para o interior do Estado e sofre com o trânsito existente. Então, essa avenida será uma alternativa importante”, frisou.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM