Aulas continuam suspensas nas redes pública e particular no Pará, dizem entidades, Semec e Seduc

Retomada das atividades em tempos de pandemia da covid-19 ainda está sendo debatida pelos setores

Dilson Pimentel

Por causa da pandemia do novo coranvírus, ainda não há, pelo menos até o momento, uma definição para a retomada das aulas nas rede estadual, municipal e particular de ensino. A informação foi dada, nesta quinta-feira (21), pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). As aulas, portanto, continuam suspensas na reded pública.

“Ainda não há uma definição sobre um novo calendário escolar nem previsão de quando as aulas presenciais irão retornar. O assunto está sendo discutido entre a Secretaria, o Conselho Estadual de Educação e Sindicato dos Profissionais da Educação”, afirmou a secretaria estadual de educação. “A discussão leva em consideração os protocolos da Organização Mundial da Saúde, buscando garantir a segurança sanitária para alunos, professores e todos os servidores”, acrescentou a Seduc.

Na rede municipal, o prefeito Zenaldo Coutinho terá reunião esta quinta (21), às 15h, para tratar sobre a retomada das atividades de vários setores. “Sobre aulas, ainda nada definido. As aulas permanecem suspensas”, informou a prefeitura e a Secretaria Municipal de Educação (Semec).

Manutenção da merenda no Aurá: escolas públicas aguardam (Thiago Gomes / O Liberal)

Particulares preparam retomada, mas não há prazo


A Presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Pará (Sinepe-PA), Beatriz Padovani informou, na tarde desta quinta-feira (21), que vem participando de todos as reuniões dos comitês que tratam da retomada das atividades econômicas, tanto junto ao município de Belém quanto ao governo do Pará. O Sinepe já apresentou uma proposta de retomada das aulas.

"Mas, como isso ainda está sendo discutido nos comitês, ainda não há como o Sindicato se posicionar sobre isso à imprensa. A previsão é de retorno o mais breve possível, assim que o cenário da pandemia assim o permitir. Ou seja: a vida em primeiro lugar e, em segundo, as atividades escolares", afirmou.

"Acredito que, até esta sexta (22), ou no máximo segunda-feira, a gente tenha uma posição mais específica das datas de retorno", diz Beatriz Padovani.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM