Veja quais deputados tiveram contas suspensas nas redes sociais

Decisões judiciais retiraram perfis de políticos que questionaram legitimidade das eleições

Emilly Melo

Diversos políticos brasileiros tiveram os perfis nas redes sociais retirados pelas plataformas em resposta a uma demanda judicial, especialmente aqueles que manifestaram apoio às manifestações de caminhoneiros ou alegavam supostas fraudes nas eleições. Com informações do Poder360. 

No último domingo (6), o CEO do Twitter, Elon Musk, disse que analisaria os casos de perfis bloqueados na rede social no Brasil. 

VEJA MAIS

Perdendo seguidores no Instagram? Perfil bloqueado? Rede social suspende contas de usuários; entenda
Uma mensagem de que o perfil foi bloqueado está sendo exibida para diversos usuários ao abrirem o aplicativo

Empresário Luciano Hang é bloqueado em Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e TikTok
Bloqueio nas redes vem após ser alvo da Polícia Federal por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes

Até esta segunda-feira (7), foram afetados pela decisão judicial os deputados Carla Zambelli (PL-SP); Nikolas Ferreira (PL-MG); Gustavo Gayer (PL-GO); Major Vitor Hugo (PL-GO) e Coronel Tadeu (PL-SP). 

O motivo das suspensões não foi detalhado pela plataforma, mas nos perfis aparece a seguinte mensagem para quem tenta acessá-los: “A conta foi retida no Brasil em resposta a uma exigência legal”. 

O economista Marcos Cintra (União Brasil), ex-secretário da Receita Federal e vice na chapa da senadora Soraya Thronicke (União Brasil) à Presidência, também teve seu perfil no Twitter suspenso no domingo (6). A conta foi retida depois de ele questionar o TSE a respeito do processo eleitoral e a confiabilidade das urnas eletrônicas.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA