Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

TRF-1: atendimento presencial é retomado em quatro cidades do Pará; veja

Com percentual máximo de 25%, atividades voltam em Altamira, Marabá, Tucuruí e Redenção

Redação Integrada

As Subseções da Justiça Federal nos municípios de Altamira, Marabá, Tucuruí e Redenção vão retomar o atendimento presencial nesta terça-feira (11), respeitado o percentual máximo de 25% de servidores. Também serão retomados a realização de perícias médicas e sociais nas dependências das referidas subseções, além dos prazos processuais dos feitos que eventualmente ainda tramitam em meio físico.

O retorno parcial foi determinado pela Portaria Diref nº 124/2021, assinada na segunda-feira (10) pelo diretor do Foro da Seção Judiciária do Pará, juiz federal José Airton de Aguiar Portela. O ato administrativo tem amparo na atualização do Decreto nº 800/2020, do governo do estado, que alterou o bandeiramento de vermelho (risco de alto contágio de contaminação do coronavírus) para laranja (situação de alerta), nas regiões onde estão situados os quatro municípios.

No dia 3 de maio passado, a presidência do Tribunal Regional Federal da 1ª Região ampliou, de 30 de abril para o dia 31 de maio, o prazo final da etapa preliminar de restabelecimento das atividades presenciais na Seção Judiciária do Pará e nas Seccionais de mais 12 estados e do Distrito Federal.

Um dos motivos para ampliação do prazo é a “persistência, em diversas sedes da Justiça Federal da 1ª Região, da situação de emergência em saúde pública e a consequente necessidade de manutenção das medidas de distanciamento, para a prevenção ao contágio pelo vírus SARS-CoV2, com a redução da circulação de pessoas, de forma a colaborar com a atuação das autoridades governamentais competentes, sem prejuízo dos serviços prestados”.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA