Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quase 9 mil paraenses solicitaram voto em trânsito

Oito municípios do estado estão aptos para a modalidade

O Liberal

No Pará, 8.857 eleitores solicitaram o voto em trânsito para as eleições deste ano. Trata-se de uma opção de transferência temporária do domicílio eleitoral para outra cidade. Ou seja, se o eleitor é cadastrado em Belém, mas estará em Marabá no dia do primeiro ou do segundo turno, ele poderá votar para todos os cargos em disputa, já que está no mesmo estado onde vota. Já os eleitores que solicitaram o voto em trânsito para outro estado poderão votar apenas para o cargo de presidente.

O voto em trânsito só é possível nas capitais brasileiras ou cidades com mais 100 mil eleitores cadastrados. No Pará, oito cidades estão aptas a receber esta modalidade: Belém, Ananindeua, Santarém, Marabá, Parauapebas, Castanhal, Abaetetuba e Cametá.

"Caso o leitor seja de um município com menos de 100 mil eleitores, como Bannach, no interior do Pará, mas solicite o voto em trânsito para uma cidade com mais de 100 mil eleitores, como São Paulo e Belo Horizonte, não há impedimento para que ele participe da votação", afirma o Tribunal Regional Eleitoral do Pará, em nota.

O voto em trânsito também não é permitido em urnas instaladas em outros países. Apenas eleitoras e eleitores com títulos cadastrados no exterior e que estiverem em trânsito no território brasileiro podem solicitá-lo. E estes apenas poderão votar para presidente da República.

Em todo o Brasil, o número de eleitores que pediram voto em trânsito para o primeiro turno das eleições deste ano cresceu 278% em relação a 2018. Foram 332,5 mil, enquanto em 2018 foram 88 mil, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para um eventual segundo turno, foram 314,8 mil solicitações, enquanto em 2018 o número foi de 83,5 mil, um crescimento de 277%. O estado de São Paulo aparece com o maior número de pedidos: 82 mil. 38 mil são paulistas que irão votar fora do domicílio eleitoral, mas dentro do próprio estado.

Já os outros 44 mil são eleitores de outros estados que pediram para votar em São Paulo. O pedido de transferência temporária para votação em trânsito ocorreu entre 18 de julho e 18 de agosto de 2022.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA