Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Morre em Belém a desembargadora paraense Edinéa Tavares

Ela ingressou na magistratura em 1985 e, ao longo da carreira, passou por diversas comarcas de relevância para o Estado

Redação Integrada

Morreu nesta quarta-feira (14) a desembargadora Edinéa Oliveira Tavares, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA). Ela estava internada em um hospital de Belém e lutava contra as complicações causadas pela Covid-19.

Edinéa Oliveira Tavares ingressou na magistratura em 1985 e, ao longo da carreira, passou por diversas comarcas de relevância para o Estado como a de Vigia, Marabá, Santarém e Ananindeua. Antes de chegar à capital, assumiu o posto de direção em vários fóruns do interior do Pará. Também já foi presidente do Tribunal do Júri e fez parte da Turma Recursal dos Juizados Especiais. Antes de ser eleita desembargadora, estava à frente da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital.

A desembargadora Edinéa Oliveira Tavares chegou ao segundo grau do Judiciário em abril de 2014, após quase 29 anos de serviços prestados à magistratura. Na época, ela assumiu a cadeira deixada em aberto com a aposentadoria da desembargadora Raimunda do Carmo Gomes Noronha.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA