Moraes suspende redes sociais de três jornalistas; saiba quem são

Profissionais são investigados por divulgação de discursos antidemocráticos e de ódio

O Liberal
fonte

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a suspensão das redes sociais de três jornalistas que são investigados por divulgação de discursos antidemocráticos e de ódio. Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino e Paulo Figueiredo Filho são alinhados ideologicamente ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). As informações são da Agência Estado.

Segundo o Grupo Estado, a medida tem como escopo apurar se há algum financiamento dos três jornalistas e quem seria essa fonte.

image Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino e Paulo Figueiredo Filho, respectivamente, tiveram as redes sociais suspensas (Reprodução/Redes sociais)

VEJA MAIS

image Moraes manda prender blogueiro Oswaldo Eustáquio e youtuber Bismark Fugazza
Os investigados ainda não foram encontrados

image Alexandre de Moraes desbloqueia R$ 1,1 milhão do PL
Verba terá de ser destinada a pagamento de salários de funcionários, mas é menos do que o partido pediu

Nos perfis dos três no Twitter aparece a mensagem "retido no Brasil por ordem da Justiça".

Figueiredo Filho e Constantino são comentaristas de programas do canal Jovem Pan News, enquanto que Fiuza deixou a emissora no final de 2022.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA