Margareth Menezes deve apresentar nesta quinta-feira lista de prejuízos com obras de arte depredadas

Ministra da Cultura afirma que valor das obras é de R$ 20 milhões

O Liberal
fonte

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, disse que é um processo lento o levantamento das obras destruídas ou danificadas no Palácio do Planalto durante os ataques em Brasília (DF), no dia 8, às sedes dos Três Poderes. Mas que “até quinta feira será entregue o levantamento final”. As informações são da Agência Estado.

A ministra afirma que ainda não há estimativa do prejuízo em virtude dos danos causados às obras de arte no Palácio do Planalto.

VEJA MAIS

image Alexandre de Moraes ordena prisão do ex-ministro Anderson Torres
Polícia Federal cumpre mandado na casa do suspeito na tarde desta terça (10)

image Paraense Zequinha Marinho está entre os dez senadores que votaram contra a intervenção
Em nota, Zequinha explicou o motivo por ter sido contra a intervenção e indagou: "Por que só um tem que ter o mandato suspenso? Não posso ser injusto, temos que dividir essa culpa com todos responsáveis”

image Financiadores de vandalismo no DF começam a ser identificados, diz Dino
Ministro Alexandre de Moraes afirmou que ‘as instituições vão punir todos os responsáveis’

"Não é simples fazer levantamento de obras de arte. É um processo lento que está em andamento. Até quinta feira será entregue o levantamento final", disse a ministra a jornalistas, após visitar o Palácio do Planalto. De acordo com ela, o valor real das obras é avaliado em cerca de R$ 20 milhões.

A pasta, segundo a ministra, pode buscar financiamentos privados para restauração e recuperação das obras. "Utilizaremos todas possibilidades possíveis (de financiamento) a partir de saber a dimensão do prejuízo para restaurar todas obras", afirmou.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA