Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-ministra de assistência social de FHC lança livro em Belém nesta quinta

Obra fala sobre pobreza e desigualdade social, além de apontar caminhos para superar as problemáticas

Elisa Vaz

O livro “Pobreza e desigualdade: dá para superar”, da autora e educadora Wanda Engel, que foi ministra de assistência social do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e uma das idealizadoras do bolsa-escola, será lançado em Belém nesta quinta-feira (10), das 17h às 20h, na Livraria Fox, com um bate-papo com a autora. A obra, segundo os organizadores, surge em um contexto de gravidade que pode levar à estagnação ou ao retrocesso nas políticas de redução da pobreza.

Engel relata, sob sua ótica, fatos sobre as políticas públicas voltadas para os mais pobres, apresentados não como um relato acadêmico, mas sim de história vivida. “Sempre acreditei que critérios técnicos, claramente definidos, tinham maior impacto político do que os chamados ‘critérios políticos’. Os critérios técnicos, baseados em evidências e bem explicados, geram uma percepção de justiça, com importantes reflexos políticos”, afirma a escritora. Ela é doutora em educação e tem a intenção de contribuir, com sua experiência de quase seis décadas de vida profissional, para a busca de novas e mais efetivas soluções para a problemática.

Já na sexta-feira (10), a autora vai participar de uma mesa-redonda sobre o livro, das 14h30 às 16h30, no Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa), campus Alcindo Cacela, no auditório Ney Sardinha. Participam da mesa a professora Lolane Prado Verbicaro, da Faculdade de Filosofia (Fafil) da Universidade Federal do Pará (UFPA); Izabela Jatene, diretora da Faculdade de Ciências Sociais (Facs) da mesma instituição; e a professora Natália Mascarenhas, coordenadora da Clínica de Direitos Humanos do Cesupa.

A mesa, segundo Jatene, é uma parceria aberta ao público, e a ideia é justamente “bater papo” com a autora do livro. “Falaremos sobre uma questão desafiadora, que é a superação da pobreza e da desigualdade. Ou seja, questionar: Existem caminhos para essa superação? Como devem ser feitos? O que pode ser feito? Quais são os programas?”, pontua.

A diretora da Facs da UFPA ainda elogia a experiência que o livro traz da trajetória “incrível” de Engel ao longo da vida e à frente de programas que mudaram e revolucionaram espaços e foram “extremamente importantes” no processo de superação da pobreza da desigualdade. “É exatamente sobre isso a nossa conversa. Além de lançar, ela vai estar autografando e vai ter um bate-papo com ela, menos acadêmico e mais informal”, destaca.

Engel foi secretária de desenvolvimento social no Rio de Janeiro, cidade onde nasceu. Também foi ministra de assistência social; coordenou o Projeto Alvorada e a implantação do Cadastro Único das Famílias Pobres; foi chefe da Divisão de Políticas Sociais do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington; atuou como superintendente executiva do Instituto Unibanco, sendo responsável pelo Projeto Jovem de Futuro; foi diretora do Instituto Synergos no Brasil, organização que atuou na área de Parcerias Multissetoriais e Agenda Social 2030, e que teve a função de Organização Estruturante do Pacto pela Educação do Pará; entre outros feitos.

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA