Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eduardo Bolsonaro e delegado Alessandro Vieira trocam farpas sobre projeto das armas

Senador chama o filho do presidente de ‘preguiçoso’, por supostamente não ter lido o projeto que criticava

O Liberal

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) provocou, na quarta-feira, 6, o senador e delegado Alessandro Vieira (PSDB-SE) no Twitter sobre o projeto de lei que trata da posse de armas. O filho 03 do presidente disse que o delegado seria "o mais atuante desarmamentista do Congresso". "Porte para ele, desarmamento para você", escreveu. As informações são da Agência Estado.

VEJA MAIS

'Filho 04' do presidente Bolsonaro, Jair Renan deve depor na Polícia Federal nesta quinta-feira A PF quer ouvi-lo no âmbito de uma investigação que apura a possível prática dos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro

Presidente Jair Bolsonaro confirma que virá ao Pará neste mês de abril O deputado Eder Mauro, ao lado do presidente, informou que os dois estarão em Belém e em Paragominas; confira

O deputado se referia ao PL 3723/2019, que prevê flexibilização do registro, posse e comercialização de armas de fogo e munições para a sociedade civil.

Na mesma postagem de Eduardo Bolsonaro, Vieira chamou o deputado de “preguiçoso”, e pediu a ele que lesse o texto do projeto de lei antes de criticar. "A nossa proposta protege os CACs (colecionadores, atiradores desportivos e caçadores) e atende aos interesses reais da Segurança Pública e dos brasileiros que desejam ter acesso a armas de fogo. Só não atende aos interesses de miliciano e fabricante de arma, mas não represento essa turma", justificou.

Além de alterar a situação de armamento para sociedade civil, o PL 3723/2019, de autoria do senador Marcos do Val (Podemos - ES), regulamenta a atividade de colecionadores, atiradores esportivos e caçadores, os CACs. A proposta foi apresentada em dezembro de 2019 e segue em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado.

Depois do embate, Vieira complementou: "No Brasil de hoje, qualquer posicionamento equilibrado, sobre qualquer tema, gera reações baseadas em ataques e mentiras. Desta vez é sobre armas. Minha posição é clara: defendo sim uma flexibilização para acesso, porte e posse, mas com critérios claros e fiscalização bem feita", disse.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA