Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Candidatos ao governo do Pará defendem educação e mobilidade urbana

Nesta sexta-feira (9), eles também falaram em combate à corrupção

O Liberal

Nesta sexta-feira (9), no horário eleitoral gratuito na TV, os candidatos ao governo do Pará, defenderam investimentos em educação, mobilidade urbana e transparência na utilização dos recursos públicos. Pela ordem, foram exibidos os programas de Helder Barbalho (MDB), Zequinha Marinho (PSC), Major Marcony (Solidariedade) e Adolfo Neto (Psol).

Com o maior tempo de propaganda, por causa da maior representação da legenda no Congresso Nacional, o candidato do MDB à reeleição, Helder Barbalho (MDB), destacou o 'Forma Pará', programa que garante vagas em cursos superiores nos 144 municípios paraenses; a entrega de 340 unidades escolares, sendo 230 novas e 110 reconstruídas; e outras 57 escolas técnicas profissionalizantes, em municípios como Xinguara e Santana do Araguaia, no sul do estado, só para dar dois exemplos.

VEJA MAIS

Conscientização política transforma visão de jovens
Projetos lutam pela democratização dessa discussão e defendem o poder do voto nas eleições

Eleições 2022: conheça as novas regras eleitorais
Mudanças envolvem da data da posse à distribuição de recursos

Eleições 2022: saiba se dias de votação são feriados
Contextos divergentes entre leis antigas e leis mais novas geram pouco consenso jurídico sobre o assunto

O candidato do MDB também mostrou os programas de distribuição de renda a estudantes, durante o auge da pandemia. "Nós agimos rápido e não deixamos faltar a alimentação escolar, com o Vale Alimentação para 585 mil alunos da rede estadual e o auxílio financeiro de 100 e 500 reais aos estudantes", afirmou, Helder.

Ele ainda enfatizou que deve construir 150 creches para crianças até cinco anos de idade e, na atual gestão dele no Executivo estadual, conseguiu cumprir com a promessa do pagamento do piso nacional aos professores públicos estaduais.

Crítica

Zequinha Marinho, do PSC, abriu o programa se apresentando como candidato ao governo do Pará, e narrou uma situação hipotética de perda de confiança em alguém que se confia. "Muitas vezes, a gente acredita nas pessoas, mas acaba se decepcionando, a vida é assim e na política não é diferente", afirmou.

Em seguida, Zequinha disse que doou o trabalho e a confiança dele no governo estadual atual e se decepcionou. Marinho disse que ele e o presidente Bolsonaro representam a política do bem e sabem que sem corrupção dá para fazer muito mais pela população.

Major Marcony, do Solidariedade, tem um programa brevíssimo e, nesta sexta-feira, ele enfatizou investimentos na área da mobilidade urbana. O programa começou com uma usuária de transporte público falando sobre o sucateamento dos coletivos.

"Quero dizer para a senhora aqui, que no nosso governo faremos a mobilidade urbana do Estado funcionar. Andar em ônibus com portas quebradas não será mais problema. Iremos fazer uma força-tarefa junto com os prefeitos para melhorar o transporte público no estado", afirmou o candidato.

O programa do candidato do Psol, Adolfo Neto, iniciou com uma fala da atual deputada estadual da legenda, Marinor Brito, candidata à Câmara Federal, defendendo o apoio no psolista. Em seguida, o próprio Adolfo convocou eleitores a apoiarem a candidatura dele. "Quero convidar você para entrar na campanha, a sua palavra, o seu gesto, fazem bem. É possível viver no Brasil e no Pará com saúde e dignidade. Com fé e esperança vamos mudar o Brasil. Acredite é Lula 13 presidente e Adolfo 50 governador", defendeu ele.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA