Câmara de Belém aprova mudança de nome de rua para Padre Bruno Sechi

Projeto reuniu assinatura de 35 vereadores em homenagem ao religioso que trabalhou pela juventude

Keila Ferreira

A Estrada da Yamada, no Bairro do Bengui, irá se chamar Padre Bruno Sechi. Foi aprovado, na manhã desta quarta-feira (24), o projeto coletivo, assinado pelos 35 vereadores, que muda o nome da rua para homenagear o religioso, idealizador e fundador do Movimento República de Emaús. Bruno Sechi faleceu há menos de um mês, no dia 29 de maio, em decorrência de um mal súbito. Ele estava em recuperação após ter sido diagnosticado com a covid-19.

Logo após sua morte, alguns parlamentares do Poder Legislativo Municipal apresentaram proposta para dar o nome do padre à estrada da Yamada, onde fica a sede da República de Emaús, por isso a ideia acabou se transformando em projeto coletivo.

Natural de Sardenha, n Itália, o religioso nasceu no dia 31 de julho de 1939, e foi ordenado padre em 29 de junho 1968. Veio para o Brasil ainda jovem, como missionário. Em 1970, fundou o Movimento República de Emaús, organização que atende crianças e adolescentes, um dos seus trabalhos com grande reconhecimento da sociedade. Foram 50 anos dedicados às atividades em prol de crianças e adolescentes de famílias de baixa renda de Belém. Seu último ofício como pároco foi na Paróquia São João Paulo II, na avenida São João Paulo II, 2013, no bairro do Souza, em Belém.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!