VÍDEO: Mototaxista agride e ameaça equipe de reportagem após flagrante de imprudência

Ele conduzia mulher com duas crianças no colo, todas sem capacete e sem máscara. Caso foi parar na delegacia

Redação integrada de O Liberal

Dois jornalistas e um motorista da redação integrada de O Liberal foram ameaçados por um mototaxista, na manhã desta terça-feira (13), em Belém. A equipe retornava da cobertura jornalística de um ato pela definição na nomeação do novo reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), que ainda aguarda posição do governo federal pela lista tríplice da instituição. Foi quando flagrou o condutor com uma passageira, sem capacete. A mulher carregava duas crianças pequenas, uma em cada braço. O fotojornalista da equipe passou a registrar, em vídeo, a situação de risco. Todos na moto estavam sem máscara. O caso ocorreu na avenida Perimetral, no limite entre os bairros do Marco e Terra Firme. Veja:

Foram flagradas pela equipe de reportagem infrações consideradas gravíssimas pelos órgãos de segurança e com penalidades previstas pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/PA): o transporte de passageiros sem capacete, a condução de crianças menores de sete anos e a condução de passageiros fora do assento do veículo. 

Quando percebeu que estava sendo filmado, ainda com a moto em movimento, o mototaxista Luiz Rafael Costa da Silva retirou o capacete e o arremessou contra o carro. A equipe seguiu, diante da reação violenta - e arriscada para o condutor, a mulher e as crianças na garupa. A mulher é a esposa de Luiz Rafael Costa. As crianças são as filhas do mototaxista.

O vídeo ainda registra o momento em que o motociclista dá um retorno ilegal no trecho, pegando uma contramão para recuperar o capacete. Tudo isso com a mulher e duas crianças de colo na carona da moto.

Quando percebeu que estava sendo filmado, ainda com a moto em movimento, o mototaxista retirou o capacete e arremessou contra o carro da reportagem. O vídeo ainda registra o momento que o motociclista dá um retorno ilegal no trecho, pegando uma contramão para recuperar o capacete. Tudo isso com a mulher e duas crianças de colo na carona da moto

Ameaças de morte

Em um semáforo situado na esquina da avenida João Paulo II com a travessa Angustura, e ainda com a mulher e as crianças, o homem emparelhou a moto com o carro de reportagem de O Liberal e disse que iria matar os jornalistas, o repórter Victor Furtado, o repórter fotográfico Akira Onuma e o motorista Márcio Barros, na porta da sede do jornal, situado no bairro do Marco.

Ao avistar uma viatura da Polícia Militar, a equipe do jornal solicitou apoio e o mototaxista foi abordado. O vídeo produzido pelo fotojornalista foi apresentado aos policiais, enquanto, irritado, o homem seguia ofendendo os jornalistas no exercício da função. Negou que tivesse ameaçado e tentou justificar a situação de risco com uma suposta doença de uma das crianças.

"A equipe inteira foi ameaçada, enquanto estava no livre exercício da profissão. Isso mostra o quanto ser jornalista é uma profissão de risco, num contexto de ameaças à liberdade de imprensa e crenças de que determinados comportamentos podem se sobrepor à legalidade e ao bom senso", relatou o repórter Victor Furtado.

"A equipe inteira foi ameaçada no livre exercício da profissão. Isso mostra o quanto ser jornalista é uma profissão de risco, num contexto de ameaças à liberdade de imprensa e crenças de que determinados comportamentos podem se sobrepor à legalidade e ao bom senso", disse o repórter Victor Furtado

A equipe foi à delegacia do Marco, onde registrou a ocorrência e o motociclista foi apresentado para procedimentos cabíveis.

Vale ressaltar que a liberdade de imprensa é um direito garantido na Constituição Federal Brasileira de 1988, cujo artigo 220 ressalta que a "manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição".

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA