Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Ex-namorado que matou modelo alega que agiu em legítima defesa; leia o depoimento na íntegra

Lúcio foi preso na manhã desta quarta-feira (01)

O Liberal

Foi preso na manhã desta quarta-feira (01) Lúcio Magno Quadros, acusado de matar a ex-namorada Geordana Natally Sales Farias, de 20 anos, durante a madrugada. De acordo com ele, foi a jovem quem levou a faca e desferiu o primeiro golpe. Ele alega ter agido em legítima defesa.

Segundo a Polícia Militar (PM), no momento em que foi preso, Lúcio, de 21 anos, estava dormindo. Antes de ir para o sistema prisional, ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) por estar ferido. 

VEJA MAIS:

'Saiam de qualquer tipo de relacionamento abusivo', desabafa pai de modelo morta na Cidade Nova
Gui Farias fez um depoimento emocionado nas redes sociais após a morte da filha de 20 anos, atacada pelo ex-namorado

Modelo é morta a facadas por ex-namorado na Cidade Nova, em Ananindeua
Acusado, identificado como Lúcio Magno Quadros, não aceitava o fim do relacionamento. Ele foi preso horas depois.

Caso Geordana: modelo morta pelo ex em Ananindeua era promessa da moda paraense
Geordana trabalhava como atendente em uma loja em um shopping no centro de Belém, enquanto sonhava em viver de seu talento para o mundo da moda

"Ela estava comigo desde às 01h30, quando eu saí do trabalho. A gente foi para casa e a discussão começou lá porque ela viu conversas no meu celular e quis tirar satisfação. Eu saí do trabalho e a gente foi para casa. Devido a essas conversas que ela pegou, durante a madrugada, a gente tava deitado, a gente dormiu, ela pediu para despertar o celular 15 para às 5h da manhã porque hoje ela ia trabalhar cedo, o telefone despertou, eu acordei, acordei ela, só que antes disso a gente já tinha discutido em relação a essas conversas, mas aparentemente tinha ficado tudo bem", afirmou o acusado em entrevista. De acordo com ele, a informação de que o crime teria sido premeditado não procede. 

Lúcio Magno foi preso em sua casa (Caio Oliveira/ O Liberal)

"A faca pertencia à minha residência, só que não fui eu que levei. Quando ela acordou, ela foi para a frente, abriu o portão, como sempre fazia, e ficou me esperando. Só que eu voltei para vestir uma camisa, e nesse período ela foi lá e pegou a faca. Eu não vi ela pegando. A gente foi para o portão e quando chegou lá ela começou a me questionar de novo dessas conversas, tirar satisfação. Foi aí que teve a discussão de novo e ela desferiu o primeiro golpe, aí no segundo que ia pegar no meu rosto eu coloquei a mão, peguei a faca e desferi nela", assume. 

Questionado sobre o fato de a polícia ter constatado que Lúcio desferiu muitos golpes contra a vítima, Lúcio se exaltou e deu a entender que, "no calor do momento", não há controle. "Sim, cara, e tu acha o que? O cara tá ali no calor do momento, um monte de coisa na cabeça, a gente não sabe o que fazer, né?", alega.

Lúcio ainda afirmou que não sabia que havia matado Geordana. "Eu saí, parei em frente a um supermercado, pensei em voltar, mas fui para casa", diz, ressaltando que, diferente do que a polícia aponta, ele não estava dormindo quando foi encontrado. "Eu não estava dormindo. Quando eles chamaram, automaticamente eu me levantei e conversei com eles [a polícia]". Lúcio diz ainda que não lavou a camisa que estava com sangue da vítima e que apenas "a jogou no tanque". "Eu nem tomei banho. Eu só me joguei na minha cama e fiquei pensando no que tinha acabado de acontecer". Por fim, ele diz que não chegou a se apresentar à polícia porque estava esperando sua mãe acordar para confessar o crime, mas que quando isso aconteceu "a polícia já estava na porta".

 

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA