Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vendedor de combustível ilegal é preso em Ponta de Pedras, no Marajó

Foram apreendidos mais de 3 mil litros de diesel e gasolina, embalados em garrafas pet e tonéis metálicos e de plástico

Redação integrada (com informações do MPPA)

Uma fiscalização do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), com apoio das Polícias Civil e Militar, prendeu em flagrante o proprietário de um comércio ilegal de combustíveis. A prisão ocorreu na última sexta-feira (13), em Ponta de Pedras, no Marajó. Foram apreendidos também mais de 3 mil litros de diesel e gasolina.

Segundo a promotora de Justiça Adriana Passos, a fiscalização foi feita para apurar uma denúncia de troca de votos por combustível. “Fomos averiguar essa denúncia e quando chegamos ao local, descobrimos que lá funcionava um posto clandestino”. No posto ilegal, haviam diversos tonéis e garrafas pet onde o combustível era armazenado de forma irregular.

O proprietário foi preso em flagrante e responderá judicialmente por revender derivados de petróleo em desacordo com as normas estabelecidas na lei. A pena para esse crime é detenção de um a cinco anos. Ele será responsabilizado também por comercializar e armazenar substância tóxica, perigosa, nociva à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse caso, a penalidade é de um a quatro anos de reclusão e pagamento de multa.

A promotora alerta ainda sobre a importância de combater esse tipo de crime, pois o mal armazenamento de substâncias tóxicas e inflamáveis aumenta os riscos de acidentes ocorrerem. “Ao lado do depósito existem várias residências, a maioria de madeira e, um sinistro pode acarretar a morte de dezenas de pessoas além de incendiar residências”, explica Adriana.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA