Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suspeito de comprar votos, candidato à prefeitura de Portel é alvo de busca e apreensão

Na residência de Alex Aquino (PSDB) e em outros dois imóveis suspeitos, foram apreendidos cerca de R$ 7 mil e um revólver

Redação integrada (com informações do MPPA)

O candidato à prefeitura de Portel Alex Aquino (PSDB) foi alvo de uma operação de busca e apreensão realizada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), com apoio das Polícias Civil e Militar, na última sexta-feira (13). Na residência dele e em outros dois imóveis suspeitos, foram apreendidos cerca de R$ 7 mil e um revólver. A diligência foi requerida após apuração preliminar que indicava a prática de crimes eleitorais pelo candidato, como a compra de votos.

Segundo o MP, uma denúncia dirigida à Promotoria Eleitoral relatou que nos três imóveis alvos dos mandados de busca e apreensão estavam sendo guardados e distribuídos aos eleitores do município de Portel dinheiro e combustível, a mando do comitê eleitoral do candidato Alex Aquino.

Com o objetivo de averiguar a denúncia, o promotor Rodrigo Vasconcelos e sua equipe se deslocaram até os locais informados, quando então verificaram que diversas pessoas entravam e saiam dos imóveis indicados, o que levantou a suspeita de forte indício de prática de conduta eleitoral irregular ligada à compra de votos. O MPE juntou fotos da movimentação ao pedido de busca e apreensão.

Dinheiro e arma de fogo foram apreendidas pela polícia (Ascom/ MPPA)

A Promotoria destacou ainda que durante as diligências realizadas no dia 12 de novembro, em uma das abordagens, no veículo do candidato Alex Aquino, foi encontrado um caderno de anotações "que demonstram a promessa de distribuição de combustíveis com o objetivo claro de compra de votos". Esse fato gerou um procedimento eleitoral.

"Diante disso, solicitei a expedição do mandado de busca e apreensão, com urgência, para que fosse verificada a veracidade das informações, o que foi deferido pela justiça nesta sexta, com o cumprimento do pedido nos três locais", afirmou o promotor Rodrigo Vasconcelos.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA