logo jornal amazonia

Sobrinho é suspeito de matar o tio no município de Oriximiná

O adolescente está foragido; de acordo com informações, crime teria ocorrido após uma briga

O Liberal

Luiz Augusto Nunes de Souza, de 47 anos, foi morto a tiros pelo sobrinho, um menor não identificado. O crime aconteceu na noite desta quarta-feira (26), em uma residência localizada na rua Lauro Sodré, bairro Bela Vista, em Oriximiná, na região do Baixo Tocantins. A mãe da vítima, Maria da Soledade Cordeiro Nunes, de 82 anos, foi atingida por um disparo de raspão no braço.

VEJA MAIS 

Homem é preso suspeito de matar sobrinho com mais de dez facadas em Santarém
O crime aconteceu por volta de 23h de domingo (25), mas as autoridades não comentaram o que teria sido o motivo

Acusado de matar o tio é condenado a 15 anos de reclusão, em Belém
Crime foi caracterizado pela justiça como homicídio privilegiado qualificado, um dos fatores que reduziu a pena-base de 19 anos estabelecida pelo juiz

Polícia procura por jovem que tentou matar o próprio tio com tiro pela fechadura da porta
O disparo atingiu o rosto da vítima, que já recebeu alta médica

De acordo com informações, a arma usada para cometer o delito foi uma espingarda calibre 20. Testemunhas apontam que o motivo do crime seria uma possível discussão que teria começado em um campo de futebol

Maria Nunes, mãe de Luiz, está com o estado de saúde estável e segue internada em um hospital da região. A informação foi confirmada pela delegada Vanessa Travassos, da Polícia Civil (PC), em entrevista concedida ao SBT.

“Sabemos que o possível suspeito é um adolescente, sobrinho da vítima. Provavelmente, foi ocasionado por uma briga, um desentendimento. Até o momento, não conseguimos localizar esse suspeito, é provável que o mesmo esteja foragido”, comentou a delegada Travassos sobre o caso. 

Como o suspeito se trata de um adolescente, a conduta da PC seguirá o que está previsto no Estatuto da Criança e da Adolescente (ECA). “É importante a população vir aqui e contribuir com o trabalho, não precisa dar nome, a gente age com muita discrição. Em relação a ser adolescente, vamos seguir os ritos do ECA, vai ser feita a investigação da própria polícia e depois encaminhada ao Ministério Público para tomar as providências”, disse a delegada.

A arma utilizada no crime não foi encontrada pelos agentes. A possibilidade é que ela esteja em posse do possível autor.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA