logo jornal amazonia

Promotoria pede afastamento de subtenente da PM flagrado agredindo mulher a tapas em Jacareacanga

O caso aconteceu no último domingo (22) no Balneário da Ponte e foi filmada por pessoas que estavam no local

O Liberal
fonte

O promotor de Justiça Militar Armando Brasil informou, nesta segunda-feira (23) à redação integrada de O Liberal, que vai solicitar o afastamento imediato do subtenente Charles John Palheta Costa, da Polícia Militar, flagrado agredindo uma mulher a tapas. A situação ocorreu no último domingo (22) no Balneário da Ponte, em Jacareacanga, sudoeste do Pará. O agente é lotado no 15º Batalhão, integrado no Comando de Policiamento Regional X (CPRX), que atende as cidades de Aveiro, Itaituba, Novo Progresso, Trairão e Jacareacanga. Com informações do Portal Giro. 

VEJA MAIS 

image GMB afasta agentes envolvidos em abordagem violenta contra rappers
Os agentes da corporação foram retirados de suas atividades operacionais até que a investigação seja concluída

image Justiça determina afastamento de coronel e prisão de sargento da PM por série de crimes em batalhão
Entre as acusações, estão venda de vaga para a 1ª Companhia de Policiamento Ambiental (CIPAMb) no município de Santarém, ameaças de morte, assédio moral, falsificação de documentos e tortura.

image PM que matou cachorro a tiros na Pedreira foi afastado e responderá a processo administrativo
Governador determinou o imediato afastamento dele das atividades na corporação

De acordo com o Boletim de Ocorrência, uma guarnição da PM foi acionada por Charles para que um homem, identificado como Pedro Neto Santos Colares, fosse conduzido à Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), por ele estar cometendo tráfico de drogas.

Os militares foram até o local e encontraram Pedro e a companheira dele, Cássia Beatriz Silva dos Santos. Durante revista pessoal no suspeito, os policiais encontraram 1,9g de substância aparentando ser cocaína e 0,5g do que parecia ser crack.

Ainda segundo o BO, os agentes de segurança deram voz de prisão para Pedro, mas ele teria reagido. Ele foi contido e possivelmente xingou os PMs. Cássia também teria insultado os militares, o que resultou na prisão dela por desacato. A mulher supostamente teria cuspido no rosto de Charles

Na filmagem, que circula nas redes sociais, o subtenente aparece de regata de cor salmão e uma bermuda clara. Ele discute com a suspeita e depois dá um tapa no rosto dela. Cássia bate o rosto na lataria de uma caminhonete, enquanto é controlada por outro militar, que está em serviço. “Tá aí. Toma”, diz Charles antes de agredir outras duas vezes a mulher, que o empurra logo em seguida. 

Outras pessoas que testemunham a violência pedem para que o subtenente pare. Depois uma confusão começa envolvendo os militares e o casal. 

Cássia, Pedro e um amigo deles, junto com as drogas e um celular apreendido, foram levados à UIPP, para que os devidos procedimentos fossem realizados. 

Armando Brasil também disse que um inquérito militar será instaurado para apurar o caso e identificar os outros agentes de segurança envolvidos. “Vou solicitar o imediato afastamento da guarnição envolvida e determinar instauração de inquérito policial militar. O que agrediu seria comandante do pelotão. Os outros facilmente serão identificados”, afirmou o promotor. 

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA