PRF prende dois homens em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, em Itaituba

Apreensões foram feitas durante fiscalização no km 1.144 da rodovia federal BR-230

Redação Integrada (com informações da PRF)

Dois homens, que não tiveram a identidade divulgada, foram presos em flagrante por porte ilegal de arma de fogo no município de Itaituba, sudoeste paraense, na tarde desta segunda-feira (22). Os flagrantes foram realizados durante fiscalizações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no km 1.144 da rodovia federal BR-230.

A primeira apreensão ocorreu por volta das 16h, quando policiais avistaram uma caminhonete Toyota Hilux, cor cinza. Durante a abordagem, foi realizada uma revista no interior do veículo, onde foi encontrada, no porta luvas, uma arma de fogo da marca Taurus, com 16 munições intactas do mesmo calibre e uma munição de calibre 22.

Ao ser questionado a respeito da documentação do armamento, o condutor disse aos policiais que não possuía documento de posse ou porte de arma de fogo. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Itaituba para os procedimentos cabíveis.

A segunda apreensão ocorreu no mesmo perímetro, por volta das 17h, após uma equipe da PRF abordar uma caminhonete Toyota Hilux de cor prata. Durante fiscalização dos itens de segurança do veículo, os policiais encontraram, sob o tapete do carona, um revólver da marca Taurus, carregado com cinco munições intactas.

Quando questionado a respeito da documentação, o condutor disse aos policiais que não possuía documento de posse ou porte de arma. Ele também foi encaminhado à DPC para prestar depoimento, e permanece à disposição da justiça.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA