Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia prende 14 suspeitos de pichar escola estadual no bairro do Coqueiro, em Ananindeua

O grupo foi capturado e conduzido, junto com as latas de tinta spray utilizadas no crime, para a Seccional da Cidade Nova

O Liberal

Agentes da Companhia Independente de Policiamento Escolar (Cipoe) da Polícia Militar detiveram 14 pessoas que foram flagradas pichando o muro de uma escola pública localizada no bairro do Coqueiro, em Ananindeua, na Grande Belém. Conforme informações divulgadas pela PM nesta terça-feira (22), a equipe policial realizava rondas pelo bairro quando foi acionada por moradores da área para atender a ocorrência de vandalismo na escola estadual Agostinho Monteiro.

Os militares rapidamente se dirigiram até o local e, ao chegarem lá, se depararam com os suspeitos que ainda tentaram fugir ao perceber a chegada da guarnição. Apesar da tentativa, os envolvidos foram capturados e conduzidos, junto com as latas de tinta spray utilizadas por eles, para a Seccional da Cidade Nova, onde foram tomadas as devidas providências. O caso ocorreu na tarde do último domingo (20). 

Segundo o artigo 65 da Lei 9.605/98, a pichação é considerada um ato de vandalismo passível de penalização que pode ir de três meses a um ano de reclusão para quem for flagrado pichando propriedades privadas, órgãos ou monumentos públicos.

Denúncias podem e devem ser repassadas às autoridades policiais pelo Disque-Denúncia (181) ou Centro Integrado de Operações (190). Não é necessário se identificar e a ligação é gratuita.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA