Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia Federal vai investigar caso do 'passageiro indisciplinado' contido no aeroporto de Belém

Corporação justificou ação após "conduta descontrolada" que resultou em quebra-quebra: homem foi levado a atendimento médico

O Liberal

A Polícia Federal informou nesta quarta-feira (27) que o homem que subiu em um balcão de uma lanchonete do Aeroporto Internacional de Belém e quebrou vários itens era passageiro e foi encaminhado para o atendimento médico local e encaminhamento ao Hospital de Clínicas. O caso ocorreu na tarde da última terça-feira (27), na sala de embarque. Um vídeo que circulou nas redes sociais mostrou o episódio.

Em nota, a PF explicou que, por volta das 16h da terça-feira (26), foi acionada no Aeroporto Internacional de Belém, para atender ocorrência sobre "passageiro indisciplinado". Segundo a nota, o passageiro que apresentava conduta descontrolada foi contido com ajuda da Polícia Militar e levado para a sala de apoio da PF, com todos os cuidados para preservar a integridade física dele e das pessoas ao redor.

VEJA MAIS

Passageiros registram homem destruindo quiosque na área de embarque do Aeroporto de Belém; vídeo
Ação durou alguns minutos e gerou pânico; seguranças, Polícia Federal e Polícia Militar foram acionados

Conforme definição da ANAC, passageiro indisciplinado é aquele que não respeita as normas de conduta em um aeroporto ou a bordo de uma aeronave ou que não respeita as instruções do pessoal de aeroporto ou dos membros da tripulação e, por conseguinte, perturba a ordem e a disciplina no aeroporto ou a bordo da aeronave.

"Na Superintendência da Polícia Federal foram colhidas declarações de pessoas que presenciaram o ato, assim como de um parente do passageiro contido e do Agente da Polícia Federal que atendeu a ocorrência. Além disso, foi prestado apoio para o atendimento médico local e encaminhamento ao Hospital de Clínicas. A PF instaurou um procedimento preliminar e a investigação segue em curso", detalhou a PF.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA