Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia faz buscas por um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

O homem procurado teria sido visto às proximidades de onde foram encontrados os corpos

O Liberal

Um homem identificado como Marcone de Jesus da Silva está sendo procurado pela polícia sob suspeita de ser um dos envolvidos na chacina que matou cinco jovens, na última quarta-feira (15), no bairro Vila Nova, em Parauapebas. A polícia acredita que a disputa entre facções criminosas pode ter sido a motivação para o crime que chocou a cidade. As informações são do site Correio de Carajás.

Marcone teria sido visto na última quinta-feira (16), um dia após o crime, circulando às proximidades de onde foram encontrados os corpos. E, quando notou a presença de policiais militares na área, teria atirado contra uma guarnição da PM e conseguido fugir para uma área de mata do bairro Vila Nova, onde estaria se abrigando para despistar as autoridades policiais.

No local que teria sido usado por Marcone como abrigo, foram encontrados cerca de 400 gramas de maconha, apreendidos pela PM. A polícia agora tenta determinar o paradeiro de Marcone, que permanece desconhecido.

Investigações

Em coletiva de imprensa realizada na quinta-feira, o delegado Élcio de Deus, da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, informou que a força policial de Parauapebas está recebendo agentes especializados em homicídios de Marabá e de Belém, com o intuito de auxiliar nas investigações.

Élcio afirmou que a Polícia Civil de Parauapebas já tem uma lista de nomes que tiveram envolvimento confirmado na chacina, porém o paradeiro de nenhum deles foi determinado. Nenhuma prisão decorrente dos cinco homicídios foi realizada até o momento. Élcio declarou que levantamentos iniciais na cena do crime apontam que as vítimas foram executadas com cortes feitos no pescoço. As investigações do caso continuam.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA