Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia Civil prende grupo acusado de praticar golpe contra idosa, em Belém

Os agentes cumpriram mandados de prisão preventiva contra acusados pelos crimes de associação criminosa e furto qualificado mediante fraude e com abuso de confiança, por meio de dispositivos eletrônicos

O Liberal

Três homens foram presos, nesta quarta-feira (25), durante a operação “Delivery”, deflagrada pela Polícia Civil, por meio da Superintendência da Região Metropolitana de Belém e da Delegacia do bairro Atalaia, em Ananindeua, na Grande Belém. A operação objetivou o cumprimento de mandados de prisão preventiva contra acusados pelos crimes de associação criminosa e furto qualificado mediante fraude e com abuso de confiança, por meio de dispositivos eletrônicos, cometidos contra idosa.

De acordo com o delegado Roberto Gomes, superintendente da Polícia Civil na Região Metropolitana de Belém, as investigações começaram no dia 4 de janeiro deste ano, por meio da Delegacia do Atalaia, quando a vítima, uma mulher de 74 anos, ao tentar fazer uma prova de vida na agência bancária da Caixa Econômica Federal, tomou conhecimento de que haviam subtraído mais de R$ 51 mil da conta corrente dela.

Ao analisar detalhadamente o extrato bancário, a vítima descobriu que estava sendo lesada por um dos envolvidos nos crimes, que, à época, atuava como entregador de delivery de um restaurante de comidas orientais localizado no bairro do Marco, em Belém, de onde a idosa tinha o costume de pedir refeições constantemente por meio de aplicativo de entregas.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil prende mentor de quadrilha que aplicava golpes em aplicativos de venda, em Belém
Felipe Nascimento Ribeiro, de 20 anos, atraía as vítimas com falsas promessas de venda e aluguel de veículos na região metropolitana, mas desaparecia depois que recebia as transferências bancárias

Polícia desarticula associação criminosa que aplicava golpes na OLX
Os acusados forjavam depósitos para conseguirem joias anunciadas no site

 

Vítima possui problemas de visão e de Alzheimer

Para o pagamento dos pedidos, a vítima utilizava o cartão da Caixa Econômica Federal, no modo débito. O delegado Delcio Costa, responsável pelo caso, aponta que a vítima possui problemas de visão e de Alzheimer, motivos pelos quais ela confiou em entregar o seu cartão ao criminoso para que ele o manuseasse e efetuasse o pagamento. Entretanto, no período entre 1º de outubro de 2020 a 4 de dezembro de 2020, o entregador e outros dois envolvidos utilizaram o cartão da vítima para subtrair R$ 51,3 mil da conta corrente da idosa. 

Após as investigações por meio de inquérito policial, foi pedida a prisão preventiva dos envolvidos no esquema, pedido que teve parecer favorável por meio do Poder Judiciário. Os três envolvidos foram encaminhados à unidade policial para os procedimentos de praxe e encaminhados à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), onde ficarão à disposição do Poder Judiciário. 

O delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Walter Resende, destacou a atuação da instituição para coibir crimes desta natureza. “A Polícia Civil mais uma vez mostra que está atenta e a serviço para proteger a população, não aceitando a prática de qualquer ato ilícito que venha a prejudicar os cidadãos. É importante também que todos tenham atenção para este tipo de golpe e que formalizem as denúncias para que possamos atuar e garantir a devida apuração dos fatos”, disse.

A Polícia Civil reforça que a população pode denunciar atos ilícitos em qualquer delegacia ou por meio do Disque-Denúncia, cujo número é 181. O sigilo é garantido.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA