Polícia investiga funcionamento de ponto de fabricação de armas de fogo caseira em Tracuateua

Foram encontradas armas, estojos, cápsulas e diversos materiais à fabricação de armas caseiras

A Polícia Civil investiga o funcionamento de um ponto de fabricação de armas de fogo caseira no município de Tracuateua, no nordeste do Pará. A investigação iniciou depois que, no último dia 12, a polícia recebeu denúncias de moradores da comunidade do Icaraú, zona rural do município. Policiais civis e militares foram até a região para apurar os fatos e, no local, encontraram na casa de um homem, conhecido apenas como “João Peteca”, uma espingarda calibre 20, 15 estojos pequenos e um grande de 100 gramas utilizados para guardar pólvora. Ainda no local, foram apreendidas 11 cápsulas deflagradas e dois pacotes de esferas de chumbo.

Em uma barraca, que ficava nos fundos da residência, havia diversos materiais para fabricação de armamento caseiro e três estojos de espoletas foram encontrados.

No momento da busca, “João Peteca” não estava no local. "Ninguém soube informar o paradeiro do mesmo", disse o delegado Temmer Khayat, titular da Superintendência Regional de Capanema.

Ainda segundo a Polícia Civil, foi autorizada a entrada no imóvel pela esposa do sobrinho de “João Peteca”, e ela e um vizinho acompanharam a revista na residência.

Participaram da missão o investigador da Polícia Civil, Midiel Formentom com apoio da guarnição da Polícia Militar formada pelo sargento Márcio Fontel e o cabo Jean.

Polícia