Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paragominas, Parauapebas, Pacajá, São Félix e Novo Progresso são centros de focos de calor no Pará

Corpo de Bombeiros realiza 3ª fase da Operação Fênix 2021 nesses municípios

O Liberal

Na 3ª fase da Operação Fênix 2021, as equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Pará e da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil se deslocaram para os municípios de Paragominas, Parauapebas, Pacajá, São Félix do Xingu e Novo Progresso, considerados os principais epicentros (centros) de focos de calor no estado. A informação é da Corporação que divulgou que, de agosto de 2019, quando houve a 1ª edição da operação, até o mês de março de 2021, o Pará registrou 37% dos focos de calor e desmatamento na região Norte, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Com informações da Agência Pará. 

A Operação Fênix atua no combate de incêndios florestais e do desmatamento e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, essa ação tem sido determinante para reduzir pontos de queimadas no território paraense. A prioridade, segundo informam as instituições, é a prevenção, no entanto, as guarnições de Combate a Incêndios Florestais (GCIFs) se deparam com situações atípicas para o período, em virtude da instabilidade climática em São Félix do Xingu, por exemplo. Na última quarta-feira (15), após chuva com fortes ventos, vários imóveis ficaram destelhados e alguns desabaram.

São Félix também registrou  quedas de árvores. Os agentes atenderam as famílias que tiveram suas residências avariadas. O 2º tenente BM Rafael Mota, chefe de Operações e Planejamento da base São Félix, informou que o Corpo de Bombeiros auxilia a prefeitura municipal, com recursos materiais e humanos no atendimento às famílias atingidas pelas chuvas.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA