Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paraense é encontrada morta dentro de apartamento na França

Família acredita que a ex-companheira da vítima tenha colocado substâncias ilícitas na bebida dela, provocando uma overdose

O Liberal

Uma mulher transexual paraense foi encontrada morta dentro de um apartamento, na madrugada desta segunda-feira (7), em Paris, na França. De acordo com informações repassadas pela família da vítima, identificada como Beatriz Souza, de 38 anos, a suspeita é de que a ex-companheira tenha colocado substâncias ilícitas na bebida dela, provocando uma overdose. As autoridades policiais do Brasil e da França, porém, ainda não confirmaram oficialmente essa linha de investigação.

A pessoa que esteve com Beatriz na noite de sua morte ainda teria gravado vídeos de Beatriz agonizando dentro do apartamento. “Tem várias versões. Mas o que a gente mais acredita é que colocaram substâncias proibidas dentro da bebida dela. E a Pietra (ex-companheira) filmou tudo, viu ela agonizando e ficou debochando. Não ajudou em nada. Nós só queremos que ela seja lembrada e que a justiça seja feita”, disse à reportagem um primo de Beatriz, que preferiu não ser identificado.

'Ai amiga, ai amigo, me ajuda. Tem misericórdia', disse paraense em vídeo antes de morrer na França
Imagens que circulam nas redes mostram Beatriz Souza pedindo ajuda e implorando para não ser gravada. Supostamente teria havido omissão de socorro

Família de paraense encontrada morta na França não pretende trazer o corpo para o Brasil
A decisão se deu em respeito ao pedido da vítima de ser enterrada em Paris

Beatriz cresceu no bairro da Cremação, em Belém. O primo dela não soube informar se a família pretende trazer o corpo para o Brasil. “A gente se falava bem pouco. Mas ela falou para a mãe dela que, se uma dia acontecesse alguma coisa, ela não queria que trouxessem o corpo dela para cá”, afirmou.

Ainda segundo o rapaz, a ex-companheira de Beatriz já está presa. A família tenta contato com a polícia francesa, na busca por informações sobre como deve proceder com o caso.

Procurada ao longo desta quarta-feira (9), a Polícia Federal no Pará prometeu publicar nota a respeito da apuração do caso e detalhar como as investigações sobre a morte em Paris se darão, pela polícia francesa. O Liberal também pediu informações sobre como funciona a investigação internacional num caso como esses. No início da noite, a PF no Pará limitou-se a dizer que essas informações só serão prestadas pela PF em Brasília (DF).  A redação integrada de O Liberal ainda aguarda mais informações. 

A reportagem ainda tenta contato com o consulado da França em Belém, e com a Embaixada Brasileira na França, para ter mais detalhes sobre a apuração e sobre o possível traslado do corpo para o Brasil, mas ainda não tivemos retorno. Acompanhe.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA