Pará chega ao pior índice de isolamento: respeito à medida só sob risco de punição

Na terça-feira (2), o Pará caiu ao 18º lugar no ranking nacional, com taxa de 39,81% de isolamento social

Redação integrada de O Liberal

O Pará alcançou, na última terça-feira (02), seu pior lugar no ranking nacional de isolamento social, ao ocupar a 18ª posição. Desde que a contagem começou a ser feita, o Estado nunca tinha ficado em uma posição tão baixa no ranking. Apenas 39,81% das pessoas, segundo a Secretaria de Segurança Pública (Segup), ficaram em casa. O menor número, até então, tinha sido no dia 13 de abril, quando o Estado ficou em 16º lugar com 46,36% de isolamento.

O titular da Segup, Ualame Machado, critica o comportamento da população no início de reabertura do comércio, ao reforçar que não é momento de relaxar as medidas preventivas contra a pandemia de covid-19. "As pessoas precisam continuar adotando o distanciamento social temporário e só saindo de casa em extrema necessidade, usando máscara e mantendo distância de aglomerações", recomenda o secretário, ao sugerir que antes a população só estava ficando em casa pelo risco de punição que transcorria durante o período de lockdown.

(Igor Mota / O Liberal)

"Agora podemos ver o quanto o lockdown surtiu efeito. Antes, tínhamos uma média de 49% a 50% de distanciamento. No lockdown, tivemos adesão de 59% a 60%, em média. Agora estamos com 40% e os dados desta terça-feira (2) mostram 39%. Ou seja, a população só estava realmente colaborando quando havia risco de punição. Lembramos: não é o fim do isolamento social. Não é momento de relaxamento. Se precisar fazer uma compra, vá e retorne para casa logo", afirmou o secretário.

Belém, entre as capitais, também teve uma queda considerável no ranking. Dessa vez, a cidade ficou em 18º lugar, com 40,76% das pessoas respeitando o isolamento social.

 


Pará tem 44,7 mil casos e 3,1 mil mortes 


Na tarde desta quarta-feira (3), o novo boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa) confirmou mais 1.122 casos e 49 outras mortes por covid-19 no Pará. Desses, 1.080 registros de covid-19 e 46 óbitos são relacionados a subnotificações oriundas de municípios. Apenas três mortes e 42 novos casos, diz a Sespa, foram registrados nas últimas horas.

O panorama também lista um total de 160 casos suspeitos ainda sob análise em todo o Estado. O Pará já soma também 33.182 doentes recuperados, além de 5.727 casos descartados

Agora já são 44.774 os casos de covid-19 confirmados e 3.193 os óbitos relacionados à doença registrados oficialmente entre os paraenses. Os dados da pandemia do coronavírus, iniciada em 18 de março no Estado, são detalhados no portal Transparência Covid-19, mantido pelo governo do Pará.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA