Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação Samaúma inutiliza instalações ilegais em terra indígena no Pará

Ação culminou na invalidação de duas instalações e de uma ponte que eram utilizadas para atividades como garimpo e desmatamento ilegais

O Liberal

Militares e agentes da Operação Samaúma inutilizaram, na tarde desta quinta-feira, 29, instalações que davam suporte para atividades ilegais no interior da terra indígena Trincheira Bacajá, em São Félix do Xingu.

A ação integrada dos órgãos envolvidos na operação culminou na invalidação de duas instalações e de uma ponte que eram utilizadas para atividades não regularizadas, como garimpo e desmatamento ilegais, dentro da terra indígena. Os agentes também retiraram cercas de lotes de terra demarcados ilegalmente na região.

A terra indígena possui 1.651.000 hectares, englobando áreas dos municípios de Altamira, Anapu, São Félix do Xingu e Senador José Porfírio, todos no Pará.

A atividade contou com o apoio de dois helicópteros, um do Comando do 4º Distrito Naval (Cmd4DN) e do 4º Batalhão de Aviação do Exército.

A Operação Samaúma envolveu o Comando Conjunto Norte, formado pelo Comando Militar do Norte, Comando do 4º Distrito Naval (Cmd4DN) e Comando Aéreo Norte, em à Fundação Nacional do Índio (Funai), ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), à Polícia Federal (PF) e à Força Nacional de Segurança Pública (FNSP).

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA