Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação da PF identifica 16 trabalhadores com direitos sonegados, sendo um adolescente, em Altamira

Vários bens envolvidos em crimes contra o meio ambiente foram apreendidos, como veículos, armas de fogo, madeira fruto de desmatamento, combustível, entre outros

O Liberal

A Polícia Federal realizou, no decorrer da semana, uma série de ações no âmbito da Operação Guardiões do Bioma, visando prevenir e reprimir crimes contra o meio ambiente em Altamira, sudoeste do Pará, e municípios vizinhos. De segunda (9) à quarta-feira (11), foram realizadas várias fiscalizações na região, e pelo menos 16 trabalhadores que tiveram seus direitos trabalhistas sonegados foram identificados, sendo um adolescente em atividade proibida.

A operação foi uma ação conjunta entre a PF, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Ministério do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Força Nacional. Também foram lavrados Autos de Infração Ambiental e Termo de Embargo pelo Ibama. Os policiais apreenderam vários bens envolvidos em atividades ilegais, como veículos, armas de fogo, madeira fruto de desmatamento, combustível, entre outros.

No total, foram apreendidos, durante a operação, dois caminhões, um trator, cerca de 10 metros cúbicos de madeira, 900 litros de óleo diesel, um rádio satélite proibido e uma arma de fogo do tipo rifle. Os prováveis responsáveis pelos ilícitos foram intimados a comparecer na Delegacia de Polícia Federal, em Altamira.

De acordo com a PF, eles serão ouvidos pela autoridade policial, pelo procurador do trabalho e pelos auditores fiscais do trabalho e, conforme o caso, as diligências podem resultar em assinaturas de Termos de Ajuste de Conduta (TACs), ajuizamento de Ações Civis Públicas (ACPs) e lavraturas de Autos de Infração, sem prejuízo do que se concluir no inquérito policial.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA