Mulheres fraudam ação social da Polícia Civil e são presas em flagrante

Dupla tentou armar esquema fraudulento para vender senhas para os serviços ofertados gratuitamente pela corporação

Redação Integrada

Nilcilene Alves Siqueira e Viviane Cristine Marinho Pereira foram presas em flagrante nesta quinta-feira (03), por volta das 11h, durante uma ação de cidadania promovida pela Polícia Civil na Delegacia de Icoaraci, distrito de Belém. As duas mulheres armaram um esquema fraudulento para vender senhas para os serviços que seriam ofertados gratuitamente pela corporação.

O flagrante foi quase instantâneo à ação das acusadas. À primeira denúncia recebida sobre a ação das duas acusadas, feita por Luana Caroline Matos Ribeiro, que foi ao local em busca da segunda via do RG, a delegada Flávia Leal deu voz de prisão à dupla. A vítima procurou um policial para contar que havia sido abordada por Nilcilene, 48 anos, que lhe anunciou a venda de senha para acesso aos serviços. As duas foram autuadas na lei de crimes contra a economia popular e vão responder em liberdade. 

A ação de cidadania levada à Delegacia de Icoaraci ofertou serviços de emissão de RG e CPF, atendimento e exames médicos, além de cortes de cabelo e maquiagem. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!