logo jornal amazonia

Mulher é presa após ameaçar expor fotos íntimas armazenadas em celular roubado

A vítima, que teve o celular roubado, chegou a transferir o valor de R$ 20 mil

O Liberal

Uma mulher foi presa sob acusação de ter ameaçado expor imagens íntimas da vítima, que teve celular roubado em fevereiro deste ano. A vítima chegou a transferir a quantia de R$ 20 mil para que ela não divulgasse as fotos. A prisão ocorreu em Irituia, nordeste do Pará, na última sexta-feira (23).

VEJA MAIS

Golpes virtuais: especialistas alertam para medidas de segurança que evitam furtos de dados
Entre as práticas para ajudar está usar os próprios dispositivos dos aplicativos, como a confirmação de duas etapas

Confira 10 passos de como fugir de crimes nas redes sociais
Veja algumas ações simples que podem trazer mais segurança na internet

Cyber segurança: confira 10 dicas para deixar o ambiente virtual mais seguro
Especialistas advertem sobre os golpes e vítimas mais comuns nos meios virtuais. Crimes na web avançaram em meio à pandemia.

A suspeita está sendo investigada pelo crime de extorsão. Segundo relatório da Diretoria Estadual de Combate a Crimes Cibernéticos (DECCC) da Polícia Civil, a mulher passou a perseguir e ameaçar a vítima por meio do aplicativo de mensagens Whatsapp.

A investigação chegou à acusada a partir do rastreio das contas bancárias de terceiros, para onde o valor da extorsão foi transferido. Eles confirmaram que cederam as contas a pedido da indiciada, porém não afirmam que não tinham conhecimento da origem do dinheiro.

VEJA MAIS

Pará registra 135 crimes virtuais referentes à clonagem de WhatsApp no início de 2022
“Assim como a gente tem um processo de educação de segurança em nossa vida cotidiana, isso tem que acontecer também na nossa vida cibernética”, diz delegada

Polícia Civil deflagra operação no Tapanã contra crimes de divulgação de fotos íntimas
As investigações iniciaram há nove meses, após denúncias, e apuram crimes de divulgação de fotos íntimas por meios virtuais praticados contra mulheres

'Operação You' prende acusado de praticar crimes virtuais contra mulheres em Belém
Os crimes tiveram início em 2016. Mais de 10 vítimas foram identificadas durante as investigações da Polícia Civil.

A polícia ainda constatou que a acusada praticou mais duas extorsões, utilizando o mesmo modus operandi. A prisão cautelar foi decretada e a suspeita foi apresentada à delegacia especializada para os procedimentos cabíveis.

Os crimes ligados a golpes envolvendo redes sociais, como o WhatsApp, incluindo a extorsão, podem ser denunciados à Delegacia de Crimes Virtuais, localizada na rua Oliveira Belo, bairro do Umarizal, em Belém.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA