Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mulher acusa policiais militares de roubo na Cabanagem

De dentro da residência da vítima, os agentes teriam levado um cartão de crédito com o qual fizeram supostas compras em uma conveniência

O Liberal

Uma mulher denunciou, através das redes sociais, a ação de pelo menos nove policiais militares, sendo seis fardados e três à paisana, que teriam invadido a residência onde ela mora, no bairro da Cabanagem, na última quarta-feira (20). Ali, eles teriam alegado que ela estaria trabalhando ilegalmente com a venda de suplementos vitamínicos, indicados para pessoas que praticam atividades físicas.

“Eu fiquei nervosa na hora e não soube me impor. E, das vezes que eu falava, eles gritavam como se eu fosse bandida. Vários caras revistando o meu quarto com a minha filha vendo desenho”, denunciou a moça, que possui uma loja online, onde divulga e vende os suplementos.

Segundo a publicação, os militares teriam revistado toda a casa e “como não tinha muito produto, estavam atrás de dinheiro”. Não havendo dinheiro, os PMs então, “roubaram meu cartão e passaram num posto de gasolina”, completou a mulher.

Na conveniência do posto de gasolina, por meio da tecnologia que solicita apenas a aproximação do cartão, os policiais supostamente fizeram compras, cujos comprovantes chegaram ao conhecimento da proprietária por meio do aplicativo bancário dela. “Quem deveria fazer a minha segurança me roubou”, desabafou.

Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na Seccional da Cidade Nova. “Se eu estava fazendo algo de errado, por que não me levaram?”, indagou.

A reportagem de Oliberal.com procurou a Polícia Militar do Pará, que até a publicação desta matéria, não se manifestou sobre o caso.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA