Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mototaxista é executado por ocupantes de veículo no bairro de Canudos, em Belém

Leonardo Victor Damasceno Batista, 28 anos, foi assassinado por ocupantes de um carro preto, na noite desta sexta-feira (6)

O Liberal

Leonardo Victor Damasceno Batista, de 28 anos, foi assassinado com cinco tiros - um deles no rosto - na noite desta sexta-feira (6), no bairro de Canudos, em Belém. O crime ocorreu por volta das 19h, na rua Américo Santa Rosa esquina com a rua da Olaria, na fronteira com o bairro da Terra Firme. Sobre a arma, a polícia penal encontrou um projétil 380.    

As equipes do 20º Batalhão da Polícia Militar (20º BPM), responsáveis pela cobertura na área, e da Delegacia de Homicídios (DH) estiveram no local, em busca de subsídios que possam contribuir para o esclarecimento da morte do jovem. A polícia penal também foi acionada para fazer a perícia do local do crime e removeu o corpo da vítima, perto das 21h30.

Conforme relatos de familiares de Leonardo, ele nasceu e foi criado em Canudos, e, atualmente, trabalhava como mototaxista. Nesta noite de sexta-feira, Leonardo foi alcançado no ponto em que atuava, enquanto esperava por passageiros. Ele usava uma moto emprestada de um conhecido para trabalhar e pagava por ela. 

O jovem não tinha passagens pela polícia, deixou uma bebê de meses, e familiares comovidos por sua partida prematura. A mãe, tios, primos, e a companheira dele acompanharam o levantamento policial na área, entre choros e o amparo de um a outro.

Carro preto e cinco disparos

A vítima foi surpreendida por, pelo menos, um homem que desceu de um carro preto. O algoz teria partido para cima do jovem sem que houvesse chances de ele escapar. Ele foi assassinado a poucos metros da residência da família dele.

O perito criminal da Polícia Penal, Nazareno Melo, explicou que provavelmente, o meliante saiu do carro efetuou o disparo nele, porque um dos disparos atingiu a face de Leonardo. Ele caiu e pegou mais quatro disparos, sendo três na lateral direita, que foram no ombro, no quadril e na lateral do tórax. Todos do lado direito e, provavelmente, também um outro disparo na cabeça".

O perito disse que Leonardo, de fato, foi pego de surpresa porque ele não apresentava lesões de defesa, ou seja, ferimentos nas mãos e braços. "Quando ele recebeu o disparo, o meliante veio próximo dele e efetuou um outro disparo na face dele". 

Foram cinco tiros no total. "Nós encontramos um projétil próximo do corpo que não teve penetração, ou seja, não causou lesão nele. O disparo na face teve saída na parte posterior da cabeça, e provavelmente um outro disparo também na cabeça, mas esse a gente só vai poder confirmar através do laudo necroscópico porque a gente não tem certeza se são duas saídas com um disparo ou se foi um outro disparo, com entrada também na posterior da cabeça dele", concluiu o perito.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA