logo jornal amazonia

Motel onde adolescente foi baleada na boca diz que marinheiros burlaram controle de acesso

A adolescente que levou um tiro continua internada em estado grave.

O Liberal
fonte

O motel "Chamego", em Vigia, no nordeste paraense, onde uma adolescente foi baleada na boca, na semana passada, durante o feriado de Tiradentes, divulgou nota neste sábado, 23.De acordo com o estabelecimento, os marinheiros que levaram as duas adolescentes ao local teriam burlado o controle de acesso para entrar com duas menores de idades. 

O motel garantiu que obedece a legislação vigente que proíbe a entrada de menores de idade em motéis. O estabelecimento atribui a responsabilidade da entrada das adolescentes a "pessoas más intencionadas que burlam o controle de acesso e que foge no ordinário à possibilidade de controle pelo estabelecimento comercial".

VEJA MAIS

image Adolescente é baleada no rosto dentro de motel em Vigia
Ela foi transferida para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua; o estado de saúde dela não foi informado

A direção do motel afirmou ainda que se comprometeu a prestar depoimento quando for intimada em juízo e que prestou esclarecimentos na delegacia de Vigia. Nas investigações policiais, o motel não é apontado como alvo das apurações.

O caso foi registrado como crime de lesão corporal culposa, quando não há a intenção de atentar contra a integridade ou a saúde da vítima. A adolescente que levou um tiro na boca continua internada em estado grave. 

Os principais suspeitos do crime são dois militares da Marinha do Brasil, que estavam de serviço em Vigia. Um deles, Gabriel Norberto de Almeida Lobo, que teria efetuado o disparo dentro da boca da adolescente, foi autuado em flagrante e está à disposição do Poder Judiciário. O outro Marinheiro, identificado apenas como Diógenes, conseguiu fugir do local e ainda não foi localizado.

Relembre o caso

Os dois suspeitos teriam levado duas adolescentes de 15 e 14 anos para um motel em Vigia. No local, ainda não se sabe por quais motivos, Gabriel Norberto de Almeida Lobo teria feito o disparo de arma de fogo dentro da boca da vítima de 15 anos. A outra adolescente teria presenciado o fato. Ela não ficou ferida.

A vítima foi levada para uma unidade de saúde do município, onde recebeu o tratamento médico inicial, e em seguida foi transferida para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, em estado grave. Em nota, a Marinha do Brasil informou que tomou conhecimento do caso e que vai colaborar com os órgãos responsáveis pela investigação.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA