Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Menina de 5 morre e bebê de 1 ano fica ferido ao serem cortados por linha com cerol

Os casos ocorreram no bairro da Pedreira, em Belém, e Ananindeua

O Liberal

​Uma criança de apenas 5 anos morreu nesta quinta-feira (7), depois de ter o pescoço atingido por uma linha com cerol, no bairro do Paar, em Ananindeua. Conforme relatos de testemunhas, a criança teria ido comprar açaí e estaria na garupa da bicicleta do pai. Foi na volta para casa que ela teve o pescoço cortado. A criança foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Icuí, também em Ananindeua, mas não resistiu ao golpe e morreu.

Um adolescente, que não teve idade informada, era quem estava empinando a pipa. Ele foi apreendido e conduzido até à Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data). Por se tratar de um menor de idade, ele deverá responder por ato infracional análogo a homicídio.

Bebê de 1 ano ferido

Um caso parecido foi registrado, na última quarta-feira (6), no bairro da Pedreira, em Belém. Desta vez, um bebê de 1 ano teve o pescoço cortado por linha com cerol, no momento em que saía de um carro de aplicativo, carregado no colo da mãe. O caso foi registrado na travessa Timbó, entre as ruas Marquês de Herval e Visconde de Inhaúma.

O próprio motorista do aplicativo foi quem socorreu o bebê e o levou, juntamente com a mãe da criança, para um hospital. Até a noite desta quinta-feira (7), o responsável pela linha não havia sido identificado.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil para apurar informações atualizadas sobre os dois casos. Acompanhe.​

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA