Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mais de 500 quilos de carne de capivara são apreendidos em abatedouro clandestino no Marajó

Um homem também foi preso, dentro da operação "Impacto nos Rios"

O Liberal

​Mais de 500 quilos de carne de capivara foram apreendidos pela Polícia Militar, no município de Santa Cruz do Arari, na Ilha do Marajó. A ação, realizada na quinta-feira (7), também terminou com a prisão, em flagrante, de um homem no abatedouro clandestino.

VEJA MAIS

Mais de 400 quilos de carne imprópria para consumo são apreendidos em Igarapé-Miri, no Pará
A ação foi da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e da Adepará

Homem é preso acusado de matar cães e comer carne dos animais
A polícia encontrou um órgão dentro de um vidro, similar a um coração de um animal, na casa do suspeito

Anvisa detecta bactéria em filé-mignon e proíbe a venda da carne
Três marcas de leite em pó também foram apreendidas semana passada por conta de contaminação

A prisão e apreensão fazem parte da operação "Impacto nos Rios", deflagrada no Marajó Oriental para combater crimes de abigeato (roubo, furto e comercialização de animais), tráfico de drogas e pirataria.

Os policiais chegaram no abatedouro clandestino através de uma denúncia de que havia uma embarcação comercializando carne de capivara no Furo Igarapé Fundo, no Marajó. Ao chegar no abatedouro, além da carne de capivara apreendida, também havia sacas de sal para fazer a preparação de mais carne. O material apreendido foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil em Cachoeira do Arari para o registro da ocorrência.

Na semana passada, 1.500 quilos de carne de capivara salgada e oito animais mortos em preparação foram apreendidos em um acampamento numa comunidade de Soure.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA