Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovem de 20 anos é morto a tiros na porta da casa avó em Parauapebas

O assassinato do rapaz pode ter relação com a vida pregressa do pai dele, que seria um um velho traficante conhecido como “Carlão”

O Liberal

​Murilo Benício Sales Carvalho, 20 anos, foi assassinado com quatro tiros, por volta das 21h, desta quarta-feira (31), na rua Buritis, no conjunto Casas Populares II, em Parauapebas, no sudeste paraense. No local do homicídio, a Polícia Civil apurou inicialmente que o jovem estava sentado na porta da casa da avó, com quem morava, conversando com colegas, quando três homens chegaram em um automóvel branco. Um deles desceu do carro já atirando e acertou o abdômen do jovem, que, mesmo ferido, correu, mas foi baleado mais três vezes, nas costas. Com informações do site Zé Dudu.

Após a execução, os assassinos se retiraram e abandonaram o carro no bairro Caetanópolis. O automóvel teria sido tomado de assalto e o motorista colocado no bagageiro, sendo libertado com a chegada da polícia. A PC não forneceu detalhes sobre o depoimento do motorista. O veículo usado foi periciado. Papiloscopistas da Polícia Civil coletaram as impressões digitais deixadas em todo o automóvel. O procedimento poderá ajudar na identificação dos​​ criminosos.

Os assassinos usaram as redes sociais para divulgar vídeos, escuros, sem muitos detalhes, através dos quais se percebe apenas um carro em movimento, enquanto alguém exibe uma arma e diz que o “popular 2 já foi palmeado” e desafia alguém a aparecer.

O jovem Murilo não tinha envolvimento com o mundo do crime, tampouco pertencia à facção criminosa, segundo a polícia. Entretanto, a PC investiga se a morte do rapaz tem relação com a vida pregressa do pai dele, que seria um velho traficante conhecido como “Carlão”.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA