Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem que mantinha 'relacionamento' com adolescente de 14 anos é detido no Pará

Rafael de Souza Feitosa, de 22 anos, foi detido acusado pela prática do crime de estupro de vulnerável

O Liberal

Rafael de Souza Feitosa, de 22 anos, foi preso pela Polícia Civil por manter um "relacionamento" com uma adolescente de 14 anos na cidade de Marabá, no sudeste paraense. A prática é considerada delituosa, conforme o artigo 217 do Código Penal Brasileiro. O acusado agora vai responder pelo crime de estupro de vulnerável. A prisão ocorreu na última quinta-feira (21), por volta de 23h10, na folha 13, Núcleo Nova Marabá. As informações são do portal Debate Carajás.

A mãe da vítima relatou à Polícia Militar que já havia denunciado o caso anteriormente, já que a filha, por estar na casa do "namorado", não estaria frequentando a escola há pelo menos dois dias. A genitora, então, registrou um boletim de ocorrência na 21ª Seccional Urbana, mas o caso foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento Especializado à Criança e ao Adolescente (Deaca) da cidade.

Segundo o boletim de ocorrência, a adolescente confirmou durante depoimento que manteve relação sexual com o namorado no dia 21 de outubro de 2021. No entanto, durante a apresentação de Rafael Feitosa, ele afirmou que manteve relação sexual com a menina no dia 31 de dezembro de 2020, ou seja, antes da garota completar 14 anos de idade.

Segundo o delegado Vinícius Cardoso, como não houve flagrante, o suspeito foi ouvido e liberado pelo delegado de plantão, já a adolescente foi entregue para a família. O estupro presumido está sob a investigação da Deaca de Marabá. 

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA