Homem que falsificava bebidas alcoólicas é preso em Belém

Com o acusado, policiais da delegacia do Marco encontraram cópias piratas de uísques e vodcas importadas

Redação Integrada

Nesta quinta-feira (11), a equipe de policiais civis da Delegacia do Marco prenderam um homem acusado de falsificar bebidas alcoólicas e comercializá-las em Belém e região metropolitana. Preso em flagrante, Glauber Roberto Pereira do Rosário, de 47 anos, foi apresentado na delegacia junto com diversas cópias piratas de garrafas de bebidas importadas que ele preparava para vender.

A prisão de Glauber foi fruto de uma investigação de duas semanas, chefiada pelos delegados Arthur Nobre e Vinicius Pinheiro. Na casa do homem, os policiais encontraram várias bebidas piratas, sobretudo, uísque e vodca, de marcas caras e muito procuradas por consumidores.

Segundo o preso,  ele retirava o lacre das garrafas originais e substituía por um líquido de menor valor, e depois reutilizava o lacre. Elas eram vendidas por um valor muito abaixo do de mercado, como se fossem as bebidas originais. Agora preso, Glauber reponderá pelo crime elencado no artigo 272 do Código Penal, que versa sobre quem fabrica, vende, expõe à venda, importa, tem em depósito para vender ou, de qualquer forma, distribui ou entrega a consumo a substância alimentícia ou produto falsificado, corrompido ou adulterado. A pena que pode chegar de quatro a oito anos de prisão. 
 

Polícia