Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é preso transportando ecstasy em táxi no Pará

Marcelo Arthur dos Santos Silva, de 28 anos, justificou o crime dizendo que precisava alimentar o filho

O Liberal

Marcelo Arthur dos Santos Silva, 28 anos, foi preso em flagrante por policiais militares, enquanto seguia como passageiro de um táxi por aplicativo, transportando 20 pílulas de ecstasy, uma droga psicoativa que causa inúmeros efeitos indesejáveis, inclusive a morte. A prisão ocorreu por volta das 23h45 desta quinta-feira (21). As informações são do site Zé Dudu.

Marcelo foi encontrado pela viatura PM 23028, que realizava rondas pelo bairro Primavera, quando o viu entrando rapidamente em um carro, na esquina das ruas Zero e Manaus.

Na abordagem, a PM constatou tratar-se de um carro de aluguel por aplicativo. O condutor foi identificado e nada de ilegal foi encontrado com ele. No entanto, Marcelo estava com as pílulas de ecstasy.

Ele justificou à polícia que precisava vender a droga para alimentar o filho, um bebê de idade desconhecida. A droga estava dividida em dois sacos de plástico. Os policiais também disseram que o rapaz ofereceu R$ 200 para não ser preso. A proposta de suborno não deu certo. 

Marcelo foi algemado e levado para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado por tráfico de drogas e corrupção ativa.

O ecstasy atua diretamente no cérebro, aumenta o estado de euforia, entre outros comportamentos, alterando a função de substâncias que fazem a ligação entre as células nervosas, os neurotransmissores. A droga também faz a pressão arterial, a temperatura corporal e a frequência cardíaca aumentarem e pode levar à morte.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA